Skip to content

As inscrições para a primeira etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2022/1 começam nesta segunda-feira (17), no Sistema Revalida, e vão até sexta-feira (21). O exame será aplicado no dia 6 de março, em oito cidades: Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio Branco (AC), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Ao fazer a inscrição, o participante deve indicar a cidade onde deseja realizar a prova, anexar o diploma de graduação em medicina expedido por Instituição de Educação Superior Estrangeira, reconhecida no país de origem pelo Ministério da Educação ou órgão equivalente, autenticado pela autoridade consular brasileira ou pelo processo da Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros, promulgado pelo Decreto nº 8.660 de 29 de janeiro de 2016.

O resultado da análise do documento será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no dia 28 de janeiro. Caso o diploma enviado não esteja em conformidade com o previsto em edital, o participante não terá sua inscrição confirmada, mesmo que tenha realizado o pagamento da taxa de inscrição.

O valor da taxa de inscrição é R$ 410. O pagamento deve ser feito por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança) até o dia 26 de janeiro, em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios, obedecendo aos critérios estabelecidos por esses correspondentes bancários, assim como respeitando os horários de compensação bancária.

Atendimento especial

O participante que precisar de atendimento especializado deverá, no período da inscrição, informar a condição, como: baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, deficit de atenção, autismo, discalculia, gestante, lactante, idoso e/ou pessoa com outra condição específica.

Também é necessário anexar, no Sistema Revalida, documento legível que comprove a condição que motiva a solicitação de atendimento. Para ser considerado válido para análise, o documento deve informar o nome completo do participante; o diagnóstico com a descrição da condição que motivou a solicitação e o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10); assinatura e identificação do profissional competente, com respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente.

Além disso, o participante que solicitar atendimento para cegueira, surdocegueira, baixa visão, visão monocular e/ou outra condição específica e tiver sua solicitação confirmada pelo Instituto poderá ser acompanhado por cão-guia e utilizar material próprio: máquina de escrever em braile, lâmina overlay, reglete, punção, sorobã ou cubaritmo, caneta de ponta grossa, tiposcópio, assinador, óculos especiais, lupa, telelupa, luminária, tábuas de apoio, multiplano e plano inclinado. Os recursos serão vistoriados pelo aplicador, exceto o cão-guia.

Já o participante que conseguir atendimento para deficiência auditiva, surdez ou surdocegueira poderá indicar, na inscrição, o uso do aparelho auditivo ou implante coclear. Nesses casos, os aparelhos não serão vistoriados pelo aplicador.

No caso de quem solicitar atendimento para autismo e tiver o pedido confirmado pelo Inep, será permitido o uso de caneta transparente com tinta colorida para proceder as marcações, exclusivamente, em seu Caderno de Questões. O Cartão-Resposta deverá, obrigatoriamente, ser preenchido com caneta transparente de tinta preta.

Nome social

A solicitação do tratamento pelo nome social também deve ser realizada no momento da inscrição, no Sistema Revalida, pelo participante que se identifica e quer ser reconhecido socialmente por sua identidade de gênero (participante transexual ou travesti).

Para a solicitação, é necessária a apresentação dos seguintes documentos que comprovem a condição: foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficiais com foto, válido, conforme previsto em edital.

Edital

O Inep publicou o Edital nº 3/2022, que trata das diretrizes, dos procedimentos e prazos da primeira etapa do Revalida 2022/1, nessa quinta-feira, 6 de janeiro, no Diário Oficial da União.

Aplicado pelo Inep desde 2011, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. As referências do exame são os atendimentos no contexto de atenção primária, ambulatorial, hospitalar, de urgência, de emergência e comunitária, com base na Diretriz Curricular Nacional do Curso de Medicina, nas normativas associadas e na legislação profissional.

(Fonte: Agência Brasil)

A segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 continua hoje (16), para candidatos de todo o país. As provas da segunda rodada do Enem começaram a ser aplicadas no último domingo (9). A segunda aplicação é destinada a quem estava inscrito no Enem regular, mas teve a aplicação prejudicada de alguma forma. Também fazem o exame as pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

Nesta edição, fazem ainda as provas os candidatos inscritos no Enem 2020 que tiveram direito à isenção da taxa de inscrição e não compareceram às provas daquele ano. Pelas regras do exame, eles perderiam o direito a não pagar a taxa, mas por causa da pandemia, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), esses candidatos tiveram um novo prazo de inscrição no Enem 2021 e a isenção novamente garantida.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), dos mais de 340 mil candidatos inscritos, 112.931 participantes realizaram as provas no último domingo, o que equivale a 33% do total.

Próximas datas

Assim como no Enem regular, os participantes da segunda aplicação fazem, em dois domingos, quatro provas objetivas de 180 questões, sendo 45 questões em cada área do conhecimento: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, além da prova de redação.

Os gabaritos oficiais das provas objetivas serão divulgados na quarta-feira (19) na seção Provas e Gabaritos do portal do Inep. Já os resultados individuais do Enem 2021 serão divulgados no dia 11 de fevereiro, na Página do Participante.

Os candidatos só terão acesso à correção detalhada da redação, que é a única prova subjetiva do exame, 60 dias após a divulgação dos resultados. A correção é apenas para fins pedagógicos, não cabendo recurso ou contestação.

Máscara obrigatória

Os participantes devem estar atentos às regras de segurança para evitar a transmissão de covid-19. O uso de máscara facial cobrindo o nariz e a boca é obrigatório durante toda a realização das provas.

participante pode levar um frasco de álcool líquido ou em gel. O produto será também disponibilizado em todas as salas. Também é permitido usar luvas transparentes ou semitransparentes durante a realização das provas. Todos esses equipamentos e itens de higiene próprios serão vistoriados. É recomendado, ainda, que cada participante leve sua própria garrafa de água para consumo.

Caso esteja com sintomas equivalentes à covid-19, a orientação é para que o inscrito não compareça ao local de provas.

Enem 2021

O Enem regular foi aplicado nos dias 21 e 28 de novembro de 2021, tanto no formato impresso quanto no digital. Ao todo, mais de 2,1 milhões de candidatos em todo o país fizeram as provas.

O exame seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (Prouni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

(Fonte: Agência Brasil)

Neste domingo, continuamos com...

Crase (4ª parte)

Caso 6

Em adjuntos adverbiais (de modo, de lugar, de tempo…):

Usamos o acento grave nos adjuntos adverbiais femininos. Também  nas locuções prepositivas, conjuntivas e adjetivas femininas.

Exercício 1

Ponha o acento indicativo da crase nos adjuntos adverbiais abaixo:

1. Vendeu a vista.

2. Bateu a porta.

3. Saiu a noite.

4. Entrou a força.

5. Saiu as pressas e as escondidas.

6. Vamos falar as claras.

7. Andava a toa.

8. Fez todo o trabalho a mão.

9. Gostava de andar a cavalo, mas veio a pé.

10. Não vende nada a prazo.

11. Comeu a beça.

12. Sentou-se a mesa para jantar.

13. Ficou em pé as margens do riacho.

14. Estava dois quilômetros a frente.

15. Era proibido virar a esquerda, por isso entrou a direita.

16. Ela gostava de ficar a janela apreciando o movimento.

17. Mantenha a distância.

18. Mantenha-se a distância.

19. As reuniões são sempre a tarde.

20. Começam invariavelmente as 15h.

21. As vezes, ele aparece na reunião.

22. A última hora, mudou seu voto.

23. Foram raras as vezes em que ele veio aqui.

24. A princípio, sou contra.


Caso 7

Locuções adverbiais, adjetivas, prepositivas e conjuntivas:

Exercício 2

1. Ele escreve a Paulo Coelho.

2. Ela se veste a moda de 1970.

3. Ela se veste a 1970.

4. A moda de 1970 está voltando.

5. Gosta de um bife a milanesa com espaguete a bolonhesa.

6. Não gosta de filé a Osvaldo Aranha; prefere um churrasco a gaúcha.

7. Ele comeu um bacalhau a Zé do Pipo; ela, um camarão a baiana.

8. Vive a custa dos pais e a base de remédios.

9. A base do triângulo mede 5cm.

10. A procura dos criminosos durou dez dias.

11. A polícia está a procura dos criminosos há dez dias.

12. O carro deve ficar a distância de dez metros.

13. Estava a beira de uma crise de nervos.

14. Vive a cata de latinhas.

15. A crise aumenta a medida que os problemas não são resolvidos.

16. A proporção que os torcedores vão chegando, o estádio fica mais lindo.    

Respostas

Exercício 6

1. Vendeu à vista.

2. Bateu à porta.

3. Saiu à noite.

4. Entrou à força.

5. Saiu às pressas e às escondidas.

6. Vamos falar às claras.

7. Andava à toa.

8. Fez todo o trabalho à mão.

9. Gostava de andar a cavalo, mas veio a pé.

10. Não vende nada a prazo.

11. Comeu à beça.

12. Sentou-se à mesa para jantar.

13. Ficou em pé às margens do riacho.

14. Estava dois quilômetros à frente.

15. Era proibido virar à esquerda, por isso entrou à direita.
16. Ela gostava de ficar à janela apreciando o movimento.

17. Mantenha a distância.

18. Mantenha-se à distância.

19. As reuniões são sempre à tarde.

20. Começam invariavelmente às 15h.

21. Às vezes, ele aparece na reunião.

22. À última hora, mudou seu voto.

23. Foram raras as vezes em que ele veio aqui.

24. A princípio, sou contra.

Exercício 7

1. Ele escreve à (ao estilo) OU a (para) Paulo Coelho.

2. Ela se veste à moda de 1970.

3. Ela se veste à 1970.

4. A moda de 1970 está voltando.

5. Gosta de um bife à milanesa com espaguete à bolonhesa.

6. Não gosta de filé à Osvaldo Aranha; prefere um churrasco à gaúcha.

7. Ele comeu um bacalhau à Zé do Pipo; ela, um camarão à baiana.

8. Vive à custa dos pais e à base de remédios.

9. A base do triângulo mede 5cm.

10. A procura dos criminosos durou dez dias.

11. A polícia está à procura dos criminosos há dez dias.

12. O carro deve ficar à distância de dez metros.

13. Estava à beira de uma crise de nervos.

14. Vive à cata de latinhas.

15. A crise aumenta à medida que os problemas não são resolvidos.

16. À proporção que os torcedores vão chegando, o estádio fica mais lindo.

Brasil, Local desconhecido. 07/04/1960. José Sarney discursa. Foto: Arquivo/AE Pasta: 56.273

Constantemente, Sarney afirma: “A maior obra do meu governo é uma obra sem placa, que não se vê, mas se sente em todos os recantos e em todas as atitudes do Novo Maranhão: a mudança de mentalidade”.

Aí está um pronunciamento corajoso e válido. Aí está uma afirmativa que vale um autêntico programa de governo, governo sério, honesto, construtivo. Em dois anos, Sarney mudou a fisionomia do Estado, deu-lhe o vigor dum amplo trabalho de realizações admiráveis. E ninguém poderá desmentir isto.

Estradas, escolas, ambulatórios, linhas de transmissão, novas faculdades e dentro desse quadro impressionante de empreendimentos, de iniciativas, desponta, é esta a verdade, uma nova mentalidade que é de trabalho, de ordem, de progresso, de administração organizada.

E de todos, e até de seus adversários, há o testemunho eloquente desta capacidade, deste esforço, desta coragem cívica e patriótica do jovem governador maranhense. Não há exagero no que afirmamos. Não. É o retrato real do Maranhão de hoje, de nossos dias. O Maranhão na batalha de soerguimento e de produtividade. O Maranhão nesta fase de rejuvenescimento. O Maranhão na caminhada para o desenvolvimento.

Não se pode negar isto. Não interessa aqui outro pensamento, o que parte da área minada por prevenções isoladas, que se concentram no “festim” dos grupos políticos que ficaram fora da órbita dessas realizações. O que prevalece é a tomada de conta deste realismo empolgante. E aí o saldo benéfico está com Sarney.

Os depoimentos das maiores e expressivas figuras da política e da administração do país reconhecem, no nosso governador, a grandiosidade duma energia que não se abate, duma vontade que não se quebra, duma resistência que não se afasta de seus objeti0ele em dois anos, arrancou do aprisionamento, arrancou dum estado de estagnação, este Maranhão que, por demorados anos, estava esquecido, jogado fora do mapa geográfico do país como uma unidade de participação na conjuntura das suas energias criadoras. Um Estado que estava no ostracismo, sem vida própria, sem identificação própria. Um Estado no torvelinho duma politicalha de grupos, politicalha de interesses inconfessáveis. Era isto.

Hoje, o Maranhão ressurge como uma das vivas esperanças do Brasil. Reintegrou-se na vida administrativa do país, está em todas as atenções. É este e não outro o quadro governamental, administrativo que aí está. E, junto de Sarney, participação valorosa, o povo, a mocidade, todas as forças positivas que atuam em todos os setores da vida administrativa do grande Estado. Com Sarney, esta preocupação constante: soerguer o Estado.

E disse o governador duma feita: “O povo não é um instrumento passivo do progresso. Ele precisa ser despertado para o desenvolvimento, sua participação é tão importante quanto os índices de investimento. Ele precisa estar ao lado do governo. Um governo só é de povo, quando o povo se sente no governo”.

E a verdade é que Sarney tem este apoio, tem esta participação. É um governo de povo. Integrado na luta do povo, nas suas reivindicações. Está na alma popular por meio de todo este trabalho de progressividade, de realizações que aí estão diante de todos, marcando este presente de reformas, de novas estruturas e assegurando a grandiosidade do Maranhão do futuro. E ninguém poderá desmentir isto. Ninguém poderá contestar este quadro administrativo que aí defrontamos. O Maranhão de hoje é trabalho. É recuperação. É crescimento.

Carlos Castelo Branco, o colunista do “Jornal do Brasil”, referindo-se ao nosso governador, disse: “O sr. Sarney não é engenheiro nem técnico de coisa alguma. É um político, com experiência política e um exemplo estimulante de que a ação política é a dominante e a principal no exercício do governo desde que se ajuste aos interesses da coletividade. O governo não é uma ação técnica, é uma ação política, que se socorre dos técnicos para formulação e execução das tarefas que estão na linha do interesse geral. É isso o que se vê um pouco por todo o Nordeste e especialmente no Maranhão”. E antes, afirmou: “A consequência é que todo o aparelho do Estado está motivado para a obra que ali se realiza sob o comando esclarecido de um jovem político que vai dando demonstração de inteligência e poder de adaptação do homem público a realidades emergentes”.

E é isto. Sarney tem sempre a seu favor pronunciamentos válidos como este. É uma força no exercício de suas tarefas governamentais. Uma ação que se precipita para a integração do Estado na vida construtiva do país.

E o Maranhão progride e assume a liderança que os maus governos tinham jogado à margem dum estado de desesperanças. Exato. Hoje, o Maranhão é um Estado rejuvenescido. E, no governo, há um jovem que representa a luta do povo, a luta dos que sentem esta imperiosa necessidade: ver crescer mais o Maranhão.

* Paulo Nascimento Moraes. “A Volta do Boêmio” (inédito) – “Jornal do Dia”, 6 de junho de 1968 (quinta-feira).

Em sua segunda edição, o Projeto Feliz Idoso: Vida e Movimento na Melhor Idade, iniciativa patrocinada pelas Drogarias Globo e pelo governo do Estado por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, vive a expectativa por mais um ano de atividades no município de Bacabal (MA). A iniciativa conta com eventos que incentivam a prática esportiva e proporcionam atividades de lazer para a população da melhor idade em espaços públicos da cidade.

Com aulas de ginástica, alongamento e dança, sempre contando com a orientação de professores e animadores culturais, o Projeto Feliz Idoso leva saúde e qualidade de vida aos seus participantes. O objetivo do projeto é conscientizar sobre a importância de combater o sedentarismo e praticar atividades físicas, que ajudam a manter a capacidade funcional, proporcionam maior independência, melhoram a autoestima, mantêm a motivação alta, estabelecem novos vínculos e previnem problemas de saúde.

“O Projeto Feliz Idoso é um sucesso enorme, com uma resposta positiva de toda a comunidade de Bacabal, que participa das atividades com muito entusiasmo e alegria. A nossa proposta é de levar saúde às pessoas da melhor idade, ocupar o tempo delas com um momento agradável e mostrar que, independentemente da faixa etária, a atividade física é importante para as nossas vidas. Fica o nosso agradecimento às Drogarias Globo e ao governo do Estado pelo apoio ao nosso projeto”, disse o coordenador do Projeto Feliz Idoso, Kléber Muniz.

Projeto Feliz Idoso

O Projeto Feliz Idoso será desenvolvido durante os próximos meses, na cidade de Bacabal, sendo realizado uma vez por semana em diversas praças do município. O grande diferencial do projeto é que os participantes terão suporte de profissionais de educação física e receberão todo o material e instrumentos necessários para a prática das atividades.

Todas as informações sobre esta edição do Projeto Feliz Idoso: Vida e Movimento na Melhor Idade estão disponíveis nas redes sociais oficiais do projeto (@projetofelizidoso) no Instagram e no Facebook.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Marcelo Medeiros, piloto da Tagracing Team, encerra sua participação no 44º Dakar, ficando no sexto lugar entre os Quadriciclos FIM. Mesmo vencendo três das 12 etapas do evento e com punições aplicadas por não ter completado a quinta especial, o maranhense finalizou a competição com 72h05min56s. Nesta sexta-feira (14), entre Bisha e Jeddah, o titular do Yamaha Raptor 700, #183, completou os 164 quilômetros do trecho cronometrado, entre Bisha e Jeddah, em 2h21min55s, o terceiro mais rápido do dia.

Na última especial deste Dakar, o percurso foi dominado por pisos de terra firme (73% da prova), intercalados por areiões (27%), praticamente sem dunas, e quase sem variação altimétrica. Duas longas rotas, quase em linha reta, intercaladas por caminhos sinuosos no meio do mapa. Foi uma etapa para que os competidores pudessem aproveitar, ao máximo, uma pilotagem prazerosa e os belos cenários do caminho que levou à costa do Mar Vermelho. O palco para o pódio final foram os penhascos de Jeddah.

Vencedor da penúltima etapa, Medeiros foi o primeiro a partir entre os quadriciclos. Já sabendo da diferença de mais de 22 horas do líder da competição, o francês Alexandre Giraud (que venceu o Dakar), e tendo aproximadamente 2h2min de diferença para o argentino Carlos Verza, o maranhense optou por desacelerar e fazer uma pilotagem segura e conservadora, cruzando a linha de chegada com seu equipamento inteiro e sem problemas.

“Termino este Dakar com o espírito de dever cumprido. Correr aqui na Arábia Saudita foi uma grande experiência, pois meu maior obstáculo era eu mesmo. Não sou acostumado ao clima frio e nem sou tão bom em transpassar terrenos pedregosos e, em algumas das etapas, foi o que mais encontrei. Estes 14 dias de provas foram de aprendizado constante e, com certeza, vou aplicar o que vivi aqui nas próximas competições que eu participar. Estou muito mais confiante no meu desempenho. Prova disso é que ganhei três etapas neste Dakar, todas na segunda metade da competição, por isso me sinto um vitorioso”, afirma o maranhense da Tagracing Team, tetracampeão dos Sertões.

Durante estas duas primeiras semanas do ano, o piloto da Tagracing Team e seu Yamaha Raptor 700 percorreram um total de 8.404km, dos quais 4.129km foram de especiais cronometradas e o restante divididos entre trechos iniciais e finais de deslocamento. Neste ano, cada trecho do Dakar 2022 contou pontos individualmente para o Mundial de Cross Country da Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

Como preparação para as provas, o piloto Marcelo Medeiros utiliza, para treinar, as belíssimas paisagens do seu Estado, o Maranhão, que conta com características de piso como dunas, areiões e clima propícios.

Dentro do Dakar, Marcelo Medeiros teve outras três participações, quando a competição se realizou na América do Sul. Em sua estreia em 2016 e no ano seguinte, o maranhense não finalizou a prova. Em 2018, ficou em quarto lugar entre os quadriciclos.

“Quero agradecer por poder representar bem o Estado do Maranhão e honrar a confiança que meus patrocinadores depositaram em nossa equipe”, destaca o piloto, que começou a correr aos 11 anos de idade, pilotando um kart e sempre incentivado pela família.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da Mardisa/Mercedes-Benz, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do governo do Estado do Maranhão, no Dakar 2022.

DAKAR 2022

RESULTADO 12ª ETAPA – QUADRICICLOS FIM

TOP 10 (EXTRAOFICIAL)

 1) #192 Francisco Moreno (ARG), Drag’on Rally Team, 2h14min13seg

2) #175 Kamil Wisniewski (POL), Orlen Team, 2h16min56seg

3) #183 Marcelo Medeiros (BRA), Tagracing Team,  2h21min55seg

4) #185 Zdenek Tuma (CZE), Barth Racing Team, 2h33min37seg

5) #174 Alexandre Giraud (FRA), Yamaha Racing/ Smx Dragon, 2h34min26seg

6) #186 Carlos Alejandro Verza (ARG), Verza Rally Team, 3h07min33seg

7) #182 Nicolas Robledo Serna (COL), Equipo Colombia 4X4, 3h58min13seg

8) #188 Vincent Padrona (FRA), Drag’on Rally Team, 55h15min00seg

9) #195 Àlex Feliu (ESP), Àlex Feliu Competición, 55h15min00seg

10) #173 Pablo Copetti (USA), Del Amo Motorsports/ Yamaha Rally Team, 55h15min00seg

CLASSIFICAÇÃO GERAL (após 12 etapas) – QUADRICICLOS FIM

TOP 10 (EXTRAOFICIAL)

1) #174 Alexandre Giraud (FRA), Yamaha Racing/ Smx Dragon, 50h00min51seg

2) #192 Francisco Moreno (ARG), Drag’on Rally Team, 52h22min02seg

3) #175 Kamil Wisniewski (POL), Orlen Team, 52h28min16seg

4) #185 Zdenek Tuma (CZE), Barth Racing Team, 58h09min38seg

5) #186 Carlos Alejandro Verza (ARG), Verza Rally Team, 69h44min03seg

6) #183 Marcelo Medeiros, Tagracing Team, 72h05min56seg

7) #182 Nicolas Robledo Serna (COL), Equipo Colombia 4X4, 96h28min28

8) #188 Vincent Padrona (FRA), Drag’on Rally Team, 157h04min32seg

9) #173 Pablo Copetti (USA), Del Amo Motorsports/ Yamaha Rally Team, 180h45min47seg

10) #195 Àlex Feliu (ESP), Àlex Feliu Competición, 187h52min41seg

ROTEIRO DAKAR 2022

PRÓLOGO — Sábado, 1º de janeiro de 2022 

Jeddah > Ha’il

Especial: 19km

Deslocamento total: 614km

ETAPA 1 — Domingo, 2 de janeiro de 2022   

Ha’il > Ha’il

Especial: 333km

Deslocamento total: 514km

ETAPA 2 — Segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Ha’il > Al Qaisumah

Especial: 338km

Deslocamento total: 791km

ETAPA 3 — Terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Al Qaisumah> Al Qaisumah

Especial: 255km

Deslocamento total: 636km

ETAPA 4 — Quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Al Qaisumah > Riad

Especial: 465km

Deslocamento total: 707km

ETAPA 5 — Quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Riad > Riad

Especial: 346km

Deslocamento total: 560km

ETAPA 6 — Sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Riad > Riad

Especial: 404km

Deslocamento total: 620km

DESCANSO

Sábado, 8 de janeiro de 2022   

Riad

ETAPA 7 — Domingo, 9 de janeiro de 2022

Riad > Al Dawadimi

Especial: 402km

Deslocamento total: 701km

ETAPA 8 — Segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Al Dawadimi > Wadi Ad Dawasir

Especial: 395km

Deslocamento total: 830km

ETAPA 9 — Terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Wadi Ad Dawasir > Wadi Ad Dawasir

Especial: 287km

Deslocamento total: 491km

ETAPA 10 — Quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Wadi Ad Dawasir > Bisha

Especial: 375km

Deslocamento total: 759km

ETAPA 11 — Quinta-feira, 13 de janeiro de 2022  

Bisha > Bisha

Especial: 346km

Deslocamento total: 501km

ETAPA 12 — Sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Bisha > Jeddah

Especial: 164km

Deslocamento total: 680km

TOTAL DE ESPECIAIS= 4.129km

TOTAL GERAL= 8.404km

(Fonte: Assessoria de imprensa)

O futebol de travinha faz parte da vida do povo brasileiro. É muito provável que todos os amantes do futebol já tenham tido, pelo menos, uma experiência com essa prática esportiva, seja nas ruas, nas praias ou em quadras. Mas o que antes era apenas uma brincadeira com traves, pedras, pedaços de madeira, chinelos, agora é um esporte com regras bem definidas, em que, cada vez mais, surgem competições dessa modalidade. É justamente o caso da Copa Golzinho de Praia, competição de futebol de travinha patrocinada pelo governo do Estado e pelo El Camiño Supermercados, por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, que será realizada este mês, na cidade de São Luís (MA). O lançamento oficial do evento ocorrerá neste sábado (15), às 10h, na sede da Federação Maranhense de Futebol (FMF), no Edifício Palácio dos Esportes. 

A iniciativa é inédita e nasceu do desejo em realizar um campeonato organizado e com toda a estrutura necessária para os praticantes do futebol de travinha da capital maranhense. Ao todo, a primeira edição da Copa Golzinho de Praia contará com a participação de 32 equipes distribuídas nas categorias Adulto Masculino e Adulto Feminino.

“A Copa Golzinho de Praia vai contemplar clubes amadores e associações desportivas que praticam o futebol de travinha em São Luís. Estamos ansiosos para o início da competição que reunirá cerca de 320 atletas no total, entre homens e mulheres. Nosso objetivo é fomentar a prática esportiva em nossa cidade”, destacou o diretor-técnico da competição, Waldemir Rosa.

Todas as equipes participantes desta edição da Copa Golzinho de Praia receberão coletes e bolsas esportivas personalizados para serem utilizados durante toda a competição. A entrega desse material aos 32 times ocorrerá durante a solenidade de lançamento da competição neste sábado. Em seguida, será realizado o congresso técnico dos torneios masculino e feminino para definir os confrontos iniciais.

Quer saber mais sobre a Copa Golzinho de Praia? Nas redes sociais oficiais do torneio no Instagram e no Facebook (@copagolzinhodepraia) estão disponíveis todos os detalhes da competição.

Equipes participantes

Categoria Adulto Feminino: 

AFA, AFC, Atlético Cohab, Aurora, Brutos/Magnólia, Cruzeiro, Divas, Espias, IJC, Juventude Maranhense, Ponte Preta, Projeto Bom de Bola, Roma, Trivela, Tutela e Ulbra.

Categoria Adulto Masculino:

BEC, Coringão, Corinthians do Bequimão, Craques da Veneza, Fasc, Fluminense, Glacial, GM Sports, Gordin, Jeito Moleque, P12, PAC, Palmeirão, Solar, Udinese e Veteranos.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Marcelo Medeiros, piloto da Tagracing Team, vem mantendo constância de resultados nesta reta final do 44º Dakar e, mais uma vez, cruza a linha de chegada em primeiro na 11ª e penúltima etapa, entre os Quadriciclos FIM. O maranhense finalizou o trecho cronometrado de 346 quilômetros desta quinta-feira (13) em 4h53min29s, com mais de cinco minutos de vantagem sobre o segundo colocado. Na classificação geral da competição, o titular do Yamaha Raptor 700, #183, acumula 69h44min01s, permanecendo na sexta posição na categoria.

Na especial desta quinta-feira (13), o percurso foi em forma de laço ao norte de Bisha, a sexta prova nesse formato desde o início do evento. Mais da metade do trecho cronometrado foi em piso arenoso (69% da prova), com dunas de todo tipo, formas e tamanhos, incluindo as de areias mais fofas que o deserto reserva. A última batalha antes da finalíssima pôs em teste as condições físicas e psicológicas dos competidores, bem como a resistência de suas máquinas. A etapa foi o maior desafio técnico desta segunda metade do Dakar.

Medeiros foi o primeiro a largar entre os quadriciclos, administrando sua vantagem e posição desde o início da prova, mantendo uma média de cinco minutos de vantagem em relação ao pelotão de concorrentes que vinham na sua cola, deixando a briga entre eles.

“A prova hoje foi dura, técnica e que exigiu atenção o tempo inteiro. Eu estava concentrado, o quadri se comportou bem e deu tudo certo. Estou satisfeito com o resultado e feliz com a experiência que adquiri aqui na Arábia Saudita. Foram dias de muita superação comigo mesmo, onde encontrei terrenos e climas com os quais tenho mais dificuldades. Vamos concentrar e ajeitar tudo para que possamos finalizar a competição com o melhor resultado possível”, comenta o maranhense da Tagracing Team.

Para a grande final desta sexta-feira, quando a caravana do Dakar segue retornando par Jeddah, a especial será curta, com apenas 164 quilômetros de extensão. As dunas ficaram para trás, e o trecho cronometrado do dia será predominantemente de terreno arenoso. Com toda a vivência adquirida, todos os competidores que seguem neste rali estão preparados para aproveitar a prova ao máximo. No entanto, longos percursos antecipam o campo a caminho da costa do Mar Vermelho e o pódio final nos penhascos de Jeddah.

Durante estas duas primeiras semanas do ano, o piloto da Tagracing Team e seu Yamaha Raptor 700 percorreram um total de 8.404km, dos quais 4.129km foram de especiais cronometradas e o restante divididos entre trechos iniciais e finais de deslocamento.

Dentro do Dakar, Marcelo Medeiros teve outras três participações, quando a competição se realizou na América do Sul. Em sua estreia em 2016 e no ano seguinte, o maranhense não finalizou a prova. Em 2018, ficou em quarto lugar entre os quadriciclos. Neste ano, cada trecho do Dakar 2022 conta pontos individualmente para o Mundial de Cross Country da Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da Mardisa/Mercedes-Benz, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do governo do Estado do Maranhão, no Dakar 2022.

DAKAR 2022

RESULTADO 10ª ETAPA – QUADRICICLOS FIM

TOP 10 (EXTRAOFICIAL)

1) #183 Marcelo Medeiros (BRA), Tagracing Team,  4h53min29seg

2) #175 Kamil Wisniewski (POL), Orlen Team, 4h58min33seg

3) #192 Francisco Moreno (ARG), Drag’on Rally Team, 5h03min17seg

4) #174 Alexandre Giraud (FRA), Yamaha Racing/ Smx Dragon, 5h05min24seg

5) #185 Zdenek Tuma (CZE), Barth Racing Team, 5h41min04seg

6) #186 Carlos Alejandro Verza (ARG), Verza Rally Team, 08h13min12seg

7) #182 Nicolas Robledo Serna (COL), Equipo Colombia 4X4, 08h18min35seg

8) #173 Pablo Copetti (USA), Del Amo Motorsports/ Yamaha Rally Team, 55h15min04seg

9) #188 Vincent Padrona (FRA), Drag’on Rally Team, 55h15min04seg

10) #195 Àlex Feliu (ESP), Àlex Feliu Competición, 55h15min04seg

CLASSIFICAÇÃO GERAL (após 10 etapas) – QUADRICICLOS FIM

TOP 10 (EXTRAOFICIAL)

1) #174 Alexandre Giraud (FRA), Yamaha Racing/ Smx Dragon, 47h26min25seg

2) #192 Francisco Moreno (ARG), Drag’on Rally Team, 50h07min49seg

3) #175 Kamil Wisniewski (POL), Orlen Team, 50h11min20seg

4) #185 Zdenek Tuma (CZE), Barth Racing Team, 55h36min01seg

5) #186 Carlos Alejandro Verza (ARG), Verza Rally Team, 66h36min30seg

6) #183 Marcelo Medeiros, Tagracing Team, 69h44min01seg

7) #182 Nicolas Robledo Serna (COL), Equipo Colombia 4X4, 96h28min28seg

8) #173 Pablo Copetti (USA), Del Amo Motorsports/ Yamaha Rally Team, 125h30min47seg

9) #188 Vincent Padrona (FRA), Drag’on Rally Team, 157h04min32seg

10) #195 Àlex Feliu (ESP), Àlex Feliu Competición, 182h52min41seg

ROTEIRO DAKAR 2022

PRÓLOGO — Sábado, 1º de janeiro de 2022 

Jeddah > Ha’il

Especial: 19km

Deslocamento total: 614km

ETAPA 1 — Domingo, 2 de janeiro de 2022   

Ha’il > Ha’il   

Especial: 333km

Deslocamento total: 514km

ETAPA 2 — Segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Ha’il > Al Qaisumah

Especial: 338km

Deslocamento total:  791km

ETAPA 3 — Terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Al Qaisumah> Al Qaisumah

Especial: 255km

Deslocamento total: 636km

ETAPA 4 — Quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Al Qaisumah > Riad

Especial: 465km

Deslocamento total: 707km

ETAPA 5 — Quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Riad > Riad

Especial: 346km

Deslocamento total:  560km

ETAPA 6 — Sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Riad > Riad

Especial: 404km

Deslocamento total: 620km

DESCANSO

Sábado, 8 de janeiro de 2022   

Riad 

ETAPA 7 — Domingo, 9 de janeiro de 2022

Riad > Al Dawadimi

Especial: 402km

Deslocamento total: 701km

ETAPA 8 — Segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Al Dawadimi > Wadi Ad Dawasir

Especial: 395km

Deslocamento total: 830km

ETAPA 9 — Terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Wadi Ad Dawasir > Wadi Ad Dawasir

Especial: 287km

Deslocamento total: 491km

ETAPA 10 — Quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Wadi Ad Dawasir > Bisha

Especial: 375km

Deslocamento total: 759km

ETAPA 11 — Quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Bisha > Bisha

Especial: 346km

Deslocamento total: 501km

ETAPA 12 — Sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Bisha > Jeddah

Especial: 164km

Deslocamento total: 680km

TOTAL DE ESPECIAIS= 4.129km

TOTAL GERAL= 8.404km

(Fonte: Assessoria de imprensa)

O Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol, iniciativa patrocinada pelas Drogarias Globo e pelo governo do Estado do Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, continua em sua quinta edição promovendo atividades esportivas e escolares com crianças carentes do Bairro Vila Conceição, em São Luís. Com caráter social, o Educação e Esporte atende 60 meninos entre 8 e 14 anos, que assistem às aulas de reforço escolar e treinam futebol de campo na Associação dos Médicos. Todos os alunos receberam kits para as atividades semanais: uniforme completo (camisa, calção e meião), chuteiras, bolas, caneleiras, squeeze, agenda escolar e máscara.

A ideia principal do Projeto Educação e Esporte é facilitar o acesso das crianças ao esporte, ressaltar a importância dos estudos e mostrar como as duas atividades caminham juntas na formação pessoal para a cidadania. A prática do esporte, aliada ao reforço na educação, proporciona desenvolvimento físico e psicológico, facilitando a aprendizagem, o desenvolvimento de habilidades de concentração e a coordenação motora.

“Estamos muito felizes por iniciar mais um ano com as atividades do Projeto Educação e Esporte, que transformou e transforma a vida de tantas crianças na Vila Conceição. A nossa iniciativa mostra como é importante democratizar o acesso ao esporte e incentivar os estudos, para que esses meninos se tornem cidadãos de bem, ajudando a construir uma sociedade melhor. Mais uma vez, fica o nosso agradecimento ao governo do Estado e às Drogarias Globo por acreditarem nesse projeto tão importante”, afirmou Kléber Muniz, coordenador do Educação e Esporte.

Projeto Educação e Esporte

O Educação e Esporte tem caráter social e foi idealizado para aliar educação e esporte à vida de crianças da Vila Conceição. Ao todo, 60 crianças, entre 8 e 14 anos, serão beneficiadas nesta edição do projeto com aulas de reforço escolar e treinos de futebol de campo. Todas as atividades serão desenvolvidas na Associação do Médicos no período vespertino.

Em execução desde 2016, o projeto já atendeu mais de 200 crianças. O grande diferencial dessa iniciativa é justamente conseguir levar educação e esporte para as crianças. A dinâmica do projeto é bem simples: semanalmente, as crianças participam dos treinos de futebol acompanhadas por profissionais de educação física. Paralelamente ao trabalho desenvolvido em campo, a garotada recebe acompanhamento educacional, com aulas que servem como uma espécie de reforço escolar.

Vale destacar que, nos dias dos treinos, os meninos do projeto recebem acompanhamento de uma pedagoga e de profissionais de educação física. Além disso, eles ainda participam de um lanche coletivo.

Todas as informações sobre a quinta edição do Educação e Esporte – Escolinha de Futebol estão disponíveis nas redes sociais oficiais do projeto (@projetoeducacaoeesporte) no Instagram e no Facebook.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Inovação não está ligada necessariamente a grandes descobertas ou apenas à tecnologia de ponta. O presidente do Conselho Organizador da Rio Innovation Week e um dos idealizadores do evento, Fábio Queiróz, diz que inovar pode ser mudar algo que se faz todo dia e, com criatividade, aperfeiçoar um produto ou serviço. 

“Se tirar a caneca do lugar em que ela fica todo dia na mesa e colocar no lado oposto, isso já é uma inovação. A inovação não necessariamente precisa ser disruptiva. Inovar é melhorar processos, aprimorar padrões, é aperfeiçoar o produto que você já tem e romper com o sistema atual, criando outro mais eficaz e barato”, afirma Queiróz em entrevista à Agência Brasil.

Mostrar que tecnologia e inovação podem ser mais simples e mais acessíveis do que se pensa é, segundo Fábio Queiróz, um dos objetivos da Rio Innovation Week, que começa hoje (13) e segue até domingo (16) na capital carioca.

De acordo com o conselho, mais de 500 conferencistas estão confirmados, além de 1,2 mil startups e 190 expositores. Entre eles, estão Richard Branson, fundador do grupo Virgin, que irá conversar com o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações do Brasil, Marcos Pontes; Steve Wozniak, cofundador da Apple; e Francis Suarez, prefeito de Miami, que participará de conversa com o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

“O visitante vai tocar na tecnologia, vai usar e desmistificar, caso ainda tenha esse preconceito, a complexidade do tema”, diz Queiróz, e acrescenta: “A pandemia nos trouxe necessidade da criatividade também, o desafio de nos transformar e acelerar digitalmente. Nos dias de hoje, inovar, seja no nível mínimo ou máximo, significa, talvez, a sobrevivência ou a falência da empresa”.

Será realmente possível tocar na tecnologia. O evento contará com espaços de realidade virtual, que poderá ser experimentada pelos visitantes, além de robôs que circularão pelo local. Entre eles, estarão o Robozão, que tem três metros de altura e é sucesso nas redes sociais; o Icebot, da Roboteria, que serve sorvete; e o Tinbot, primeiro robô brasileiro interativo que reúne inteligência artificial, cognição e internet das coisas.

O evento também pretende chamar atenção para o Rio de Janeiro e colocar a cidade na rota da ciência e tecnologia. De acordo com Queiróz, apesar de ter universidades de excelência, a cidade e o Estado do Rio ainda perdem pessoal para outros Estados como São Paulo e Santa Catarina. A intenção é colocar em contato diversos agentes do mercado e do governo para impulsionar investimentos.

O desenvolvimento, para o presidente do Conselho Organizador do evento, é algo que vem em conjunto, em colaboração. “Caso o Rio de Janeiro venha aqui instalar um hub de inovação, vai fazer um polo onde as pessoas pensem soluções em conjunto e superem as dificuldades que certamente surgirão. O processo tecnológico requer muita técnica, muita pergunta e, certamente, a solução será mais fácil de ser encontrada”, defende.

programação completa está disponível na internet. É possível também acompanhar os destaques pelas redes sociais

(Fonte: Agência Brasil)