Skip to content

LÍNGUA PORTUGUESA: dicas e exercícios 62

Neste domingo, último do ano de 2020, ainda falando sobre...

Falsos sinônimos

...

91 QUESTIONAR
É “pôr em dúvida”: “O deputado questionou a legalidade do contrato”. Não é sinônimo de “perguntar”: “O deputado perguntou (e não “questionou”) se o banqueiro iria depor hoje à tarde ou somente amanhã”.

92 RAPTO
Não é sinônimo de “sequestro”. “Rapto” é só de mulheres e com fins sexuais: “É hábito, nesta tribo, a mulher ser raptada pelo futuro marido”.
Exemplo inaceitável: “Os dois confessaram que, na época do rapto, compraram três crianças nas mãos de Matilde” (= Embora seja frequente, devemos evitar o uso de “rapto” para crianças).

93 REFUTAR
Significa “contestar, apresentar argumentos contrários”. “O mestre refutou (= contestou) as minhas ideias”. Não é sinônimo de “rejeitar”: “O diretor rejeitou (= não aceitou) a minha proposta”.

94 REGULARIZAR
O que se regulariza é a situação e não a pessoa: “A situação do atleta já foi regularizada na federação”.
Devemos evitar construções do tipo: “O atleta ainda não foi regularizado na federação”; “Os camelôs não estão regularizados”.

95 RENDER
Palavra de carga positiva. Não devemos usar em situações negativas: “As fotos nuas lhe renderam um processo”. O mais adequado é “… custaram um processo”.

96 REPERCUTIR
O que repercute é a coisa: “A derrota repercutiu muito mais do que se esperava”.
Devemos evitar construções em que “alguém repercute alguma coisa”: “Vamos repercutir a derrota no vestiário do Sampaio”. É melhor: “Vamos ver a repercussão da derrota no vestiário do Sampaio”.

97 RESTO
Palavra de carga negativa. Devemos evitar:
“O primeiro pode entrar, o resto deve permanecer sentado”. É melhor: “… os demais devem permanecer…”.
“São Luís assiste a Fluminense e São Paulo, o resto fica com o jogo Flamengo e Forteleza”. É melhor: ”A TV X transmitirá Flamengo e Fortaleza; para São Luís, São Paulo e Fluminense”.

98 ROUBO
É diferente de “furto”. Se houver qualquer tipo de “violência”, é “roubo”. O cleptomaníaco tem “mania de furtar”. Se houver roubo e assassinato, é “latrocínio”.

99 SALÁRIO/VENCIMENTO
Empregado de empresa privada e funcionário público contratado com base na CLT recebem “salário”; funcionários públicos em geral recebem “vencimento”; “soldo” é a parte fixa dos vencimentos dos militares. Parlamentares recebem “subsídio”.

Teste da semana

Que opção completa, corretamente, a frase abaixo?
“O chefe pediu __________ mim e __________ colega que trabalhássemos__________ noite”.
(a) à / à / à;
(b) à / à / a;
(c) a / à / à;
(d) a / a / à;
(e) a / a / a.

Resposta do teste: letra (c).
Antes de pronomes pessoais (mim, ti, si, ele, ela, nós…) não há artigo definido. Consequentemente, não ocorre a crase. Em “pediu à colega”, temos a preposição “a” mais o artigo que define “a colega” (pediu à colega = pediu ao colega). No caso de “à noite”, temos um adjunto adverbial de tempo. Os adjuntos adverbiais femininos recebem o acento grave indicativo da crase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.