Saltar para o conteúdo

O Ministério da Educação (MEC) destinará 58% dos recursos desbloqueados para recompor o orçamento das universidades e institutos federais, anunciou hoje (30), em Brasília, o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Os recursos, segundo o MEC, cobrirão despesas de custeio como gastos com água, energia elétrica, aquisição de material de consumo e outras prestações de serviço.

O anúncio do desbloqueio do orçamento foi feito, no último dia 20, pelo Ministério da Economia. A liberação está prevista no Decreto 10.028 publicado no “Diário Oficial da União”, na última sexta-feira (27).

Ao todo, o governo desbloqueou R$ 8,3 bilhões do Orçamento deste ano. Entre os ministérios, o que teve maior liberação foi o da Educação, com R$ 1,99 bilhão.

Do total desbloqueado no MEC, as universidades receberão R$ 1,156 bilhão. Com isso, essas instituições, que tiveram, em média, 30% dos recursos discricionários bloqueados no início do ano, seguirão com 15% dessas verbas contingenciadas, segundo Weintraub.

No início do mês, outros R$ 584 milhões foram disponibilizados às instituições. Com a liberação, continuam bloqueados, no MEC, R$ 3,8 bilhões.

“Tudo isso vem de recursos suados do pagador de imposto, de famílias que deixam de consumir para pagar”, disse o ministro da Educação. “Estamos administrando uma situação crítica com qualidade técnica”, explicou.

Demais recursos

Os demais recursos descontingenciados serão destinados à educação básica, concessão de bolsas de pós-graduação e realização de exames educacionais, de acordo com o MEC.

Para o Programa Nacional dos Livros Didáticos (PNLD), serão destinados R$ 290 milhões, o que, segundo o ministério, o que garante a continuidade do programa em 2020. Esse programa visa a compra e distribuição de livros didáticos para escolas públicas.

Outros R$ 270 milhões serão voltados para o pagamento de bolsas de estudo vigentes concedidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) receberá R$ 105 milhões para aplicação de exames e formulação de políticas educacionais.

(Fonte: Agência Brasil)

Os estudantes matriculados em universidades particulares podem concorrer às bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni) até o dia 4 de outubro. O anúncio foi feito, nesta segunda-feira (30), pelo Ministério da Educação (MEC). A previsão inicial de encerramento para pleitear bolsa era hoje.

Podem pleitear as bolsas remanescentes estudantes que não foram selecionados na primeira e segunda chamadas, além da lista de espera. As inscrições devem ser realizadas no “site” do programa.

As vagas são para o segundo semestre do ano. Nessa etapa, não há chamadas ou nota de corte diária. A ocupação das bolsas é realizada conforme a ordem de inscrição. Ao concluir a inscrição, a bolsa automaticamente é reservada ao candidato.

Para concorrer às bolsas remanescentes do ProUni é preciso ter participado de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com nota superior a 450 pontos e sem ter zerado a prova de redação e não ter diploma anterior de curso superior. Professores da rede pública e que não tenham participado do Enem podem se inscrever às bolsas de estudo em cursos de licenciatura.

Quem for selecionado deverá comparecer à instituição de ensino nos dois dias úteis após a inscrição para comprovar as informações prestadas.

(Fonte: Agência Brasil)

NACIONAL (COPA ARARI DE FUTEBOL)

Mais uma equipe já está garantida nas quartas de final da Copa Arari de Futebol Adulto Masculino, competição que conta com os patrocínios do governo do Estado e do El Camiño Supermercados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Na rodada do último fim de semana, o Nacional se classificou, para a próxima fase do torneio, ao derrotar a Portuguesa por 1 a 0, em partida realizada no Estádio Municipal Santo Figueredo.

A vitória magra foi fundamental para o Nacional continuar vivo no torneio. Com o triunfo, o time chegou aos 5 pontos e assegurou a segunda colocação do Grupo A, atrás apenas do Florence, que terminou essa fase classificatória com 7 pontos.

Assim, o Nacional se junta a outras quatro equipes que já estavam garantidas nos mata-matas: Florense, Operário, E.C. Arari e Xeleleu. As outras três vagas serão definidas na rodada do próximo fim de semana.

Disputa

No Grupo B, por exemplo, Operário e E.C. Arari possuem 7 pontos cada um e aguardam a conclusão da rodada para conhecerem seus próximos adversários. Nessa chave, Malvinas e Mearim ainda não pontuaram, mas se enfrentam no sábado (5). O vencedor do confronto ficará bem perto das quartas de final.

Já no Grupo C, três times ainda sonham com um lugar nos mata-matas. Nessa chave, somente o Xeleleu já está garantido na próxima fase. Com 3 pontos somados, o Borussia tem boas chances de avançar, mas, para isso, não pode nem pensar em perder para o Morada Nova, que, se vencer, ultrapassa o rival na tabela de classificação.

Também com 1 ponto conquistado em dois jogos, o JM joga todas as suas fichas diante do líder Xeleleu. Uma vitória para o JM pode significar um lugar entre os oito melhores times da Copa Arari de Futebol.

Todos os detalhes sobre a primeira edição da Copa Arari de Futebol e Futsal estão disponíveis nas redes sociais oficiais do evento (@copaararima).

Copa Arari 2019

A primeira edição da Copa Arari de Futebol e Futsal é um torneio que reúne quase 600 atletas que estarão distribuídos em quatro categorias: Futebol Adulto Masculino, Futebol Sub-17 Masculino, Futsal Master e Futsal Feminino. Das quatro categorias envolvidas na copa, apenas as disputas do Futebol Adulto Masculino já tiveram início.

Nessa categoria, doze equipes estão participando. Os times foram divididos em três chaves: Nacional, Real Brasil, Florence e Portuguesa formam o Grupo A; Operário, Malvinas, Mearim e E.C. Arari estão no Grupo B; enquanto que Xeleleu, Morada Nova, Borussia e JM compõem o C.

Na primeira fase, eles jogam entre si dentro de seus grupos. Oito equipes se classificarão para a fase de quartas de final. Nesta edição, o campeonato é válido pelo Campeonato Arariense de Futebol.

CLASSIFICAÇÃO DA FASE DE GRUPOS
Grupo A
Florence – 7 pontos
Nacional – 5 pontos
Portuguesa – 3 pontos
Real Brasil – 1 ponto

Grupo B
Operário – 7 pontos
E.C. Arari – 7pontos
Malvinas – 0 ponto
Mearim – 0 ponto

Grupo C
Xeleleu – 6 pontos
Borussia – 3 pontos
JM – 1 ponto
Morada Nova – 1 ponto

(Fonte: Assessoria de comunicação)

A primeira edição da Copa Santa Inês de Futebol Amador 2019, competição patrocinada pela Drogarias Globo e pelo governo do Estado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, começou em grande estilo, na manhã desse domingo (29). Duas partidas movimentaram a rodada de abertura, realizada no Campo do Robertão, em Santa Inês. Melhor para as equipes do América e do São Cristóvão que começaram muito bem o torneio.

No jogo de abertura da Copa Santa Inês, o América enfrentou o Amigos da Cohab, duelo válido pelo Grupo B. Apesar do equilíbrio em campo, o time americano foi mais eficiente e conseguiu vencer por 2 a 1, resultado que deixa o América na liderança na chave, com 3 pontos.

Na outra partida do domingo, o São Cristóvão não tomou conhecimento do Caxiense. A vitória fácil por 4 a 0 demonstra a superioridade da equipe do São Cristóvão, que soma, agora, 3 pontos na primeira colocação do Grupo A.

Próximos jogos

No próximo fim de semana, a Copa Santa Inês de Futebol Amador 2019 prossegue com a realização de mais três jogos. No sábado (5), a partir das 15h45, o Caxiense busca a reabilitação no torneio diante do América Sabbak pelo Grupo A.

Na manhã de domingo (6), o Peñarol e Vila Juventus estreiam no torneio abrindo as disputas do Grupo C. À tarde, a bola rola para Peniel e Fluminense, compromisso válido pelo Grupo D.

Copa Santa Inês

Ao todo, 12 times estão na disputa desta primeira edição da Copa Santa Inês. Participarão do certame as seguintes equipes: América Sabbak, América, Amigos da Cohab, Caxiense, Coheb Jr., Escolinha Peniel, Fluminense, Jardim Brasília, Juventus, Operário, Peñarol e São Cristóvão. As partidas serão realizadas sempre aos sábados e domingos no Campo do Robertão, no Bairro São Benedito, em Santa Inês. Tudo sobre a Copa Santa Inês de Futebol Amador está disponível nas redes oficiais do evento (@copasantainês).

(Fonte: Assessoria de comunicação)

Sem intercorrências e dentro das expectativas, as provas do Concurso de Servidores do Tribunal de Justiça do Maranhão 2019 ocorreram nesse domingo (29), em três cidades maranhenses: São Luís, Caxias e Imperatriz. Dos 65.221 inscritos, 52.465 compareceram, o que representa 80,4%.

Foram realizadas, durante a manhã, as provas dos cargos de técnico judiciário e, pela tarde, dos cargos de analista judiciário e oficial de Justiça. De acordo com os dados da Comissão de Concurso, em São Luís, fizeram as provas 31.634, em Caxias, 10.339 e, em Imperatriz, 10.492. As estatísticas por turno divulgadas foram:

MANHÃ
São Luís
Inscritos: 28.359
Ausentes: 5.388 (19%)
Presentes: 22.971 (81%)

Caxias
Inscritos: 8.706
Ausentes: 2.054 (23,59%)
Presentes: 6.652 (76,41%)

Imperatriz
Inscritos: 9.007
Ausentes: 1.762 (19,56%)
Presentes: 7.245 (80,44%)

TARDE
São Luís
Inscritos: 10.528
Ausentes: 1.865 (17,71%)
Presentes: 8.663 (82,29%)

Caxias
Inscritos: 4.715
Ausentes: 1.028 (21,80%)
Presentes: 3.687 (78,20%)

Imperatriz
Inscritos: 3.906
Ausentes: 659 (16,87%)
Presentes: 3.247 (83,13%)

Cargos

Estão sendo oferecidas 63 vagas e formação de cadastro de reserva em nível médio e superior. Os cargos ofertados são: analista judiciário (analista de Sistemas – Desenvolvimento, analista de Sistemas – Suporte e Rede, engenheiro mecânico, direito, assistente social, psicólogo e psiquiatra), oficial de Justiça, técnico judiciário (apoio técnico-administrativo, técnico em Informática – Hardware, técnico em Informática – Software, técnico em Contabilidade e técnico em Edificações).

Os vencimentos iniciais dos cargos são: R$ 8.230,35 para analista judiciário; R$ 6.883,85 para oficial de Justiça, R$ 3.927,72 para técnico judiciário. Além desse valor, os servidores do Judiciário do Maranhão têm direito ao auxílio-alimentação, atualmente no valor R$ 885, sem prejuízo das vantagens asseguradas pelo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos.

Os candidatos inscritos estão convocados a enviarem os títulos e os respectivos documentos comprobatórios, conforme especificações do Capítulo 12 do Edital de Abertura de Inscrições, no período de 9 a 11/10/2019, e somente serão avaliados os títulos dos candidatos habilitados na Prova Discursiva – Estudo de Caso e na Prova Discursiva – Redação, conforme Capítulos 10 e 11, do referido Edital.

Todas as informações oficiais sobre o concurso estão sendo publicadas no “site” da instituição realizadora do concurso, Fundação Carlos Chagas – www.concursosfcc.com.br.

(Fonte: TJ-MA)

Pouco mais de dois anos após determinar que a administração da Associação Internacional dos Arautos do Evangelho, bem como o “estilo de vida” dos integrantes do Conselho da Ordem Apostólica, fosse, minuciosamente, analisada, o Vaticano decidiu nomear um interventor para “guiar” as ações da associação.

A intervenção foi decidida pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, e aprovada pelo papa Francisco.

Segundo o portal de notícias do Vaticano, todas as ações desenvolvidas pelos Arautos do Evangelho passarão a ser “guiadas” pelo cardeal brasileiro Raymundo Damasceno Assis, arcebispo emérito de Aparecida que, na última quinta-feira (26), foi recebido em audiência pelo papa, no Vaticano.

Ainda de acordo com o portal Vatican News, “a decisão da Santa Sé não deve ser considerada como uma punição, mas sim como uma iniciativa destinada ao bem das instituições comissionadas para procurar resolver os problemas existentes” – uma alusão às justificativas apresentadas pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica em junho de 2017 visando justificar uma “visita apostólica” à associação a fim de analisar “o estilo de governo, a vida dos membros do conselho da ordem, a pastoral vocacional, a formação de novas vocações, a administração, a gestão das obras e a captação de recursos”.

TFP

Fundada, em 1999, pelo monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, um ex-integrante da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP), a associação Arautos do Evangelho foi reconhecida pelo papa João Paulo II em 2001.

De orientação tradicionalista católica, a entidade afirma estar presente em mais de 70 países onde seus integrantes podem ser identificados pelo uso de um hábito marrom e branco, com uma grande cruz no peito, parecida com a de cavaleiros medievais.

Em junho de 2017, logo após o Vaticano instaurar a investigação para apurar denúncias da suposta prática de exorcismos e de cultos a pessoas não reconhecidas pela Igreja Católica, o monsenhor Clá Dias decidiu renunciar ao cargo de superior-geral da Sociedade Clerical de Vida Apostólica.

A reportagem tentou contatar representantes da Associação Arautos do Evangelho por meio dos telefones informados no “site” da entidade, mas não foi atendida.

(Fonte: Agência Brasil)

Em 2019, o acesso à “internet” passou a estar disponível a 51% da população mundial. Foi o primeiro ano em que a conectividade ultrapassou a casa dos 50%. Contudo, o índice mostra que, a despeito da Rede Mundial de Computadores ter ganhado importância nas mais diversas esferas sociais nos últimos 20 anos, quase metade da população ainda não dispõe desse recurso. A informação é apresentada e discutida no relatório "Estado da Banda Larga 2019", da Comissão de Banda Larga, grupo que reune representantes de empresas e das Nações Unidas.

Quando considerados os domicílios, o índice aumenta, chegando a 57,8%. Em 2005, 19% das casas conseguiam navegar na “web”. Contudo, quando considerada a banda larga fixa, o percentual cai para 14%. Já o ritmo de crescimento de conectividade em lares desacelerou, tendo saído de 53% para 54,8% entre 2017 e 2018. Em países mais pobres, a taxa de crescimento caiu de 19% em 2017 para 17,5% em 2018.

A análise sobre a presença de lares atendidos por serviços de fixas de banda larga é considerada importante por pesquisadores uma vez que as conexões móveis em geral possuem limitações para a fruição plena de serviços, como franquias que restringem o consumo, por exemplo, de vídeos em quantidade razoável.

Banda larga é o termo empregado para a conectividade com uma velocidade de, pelo menos, 256kbps e que assegure um conjunto mínimo de atividades “on-line”, como visitação de “sites” e aplicações de comunicação. O índice de 51% ainda está distante da meta de chegar a 75% de penetração até 2025.

Desigualdades

O relatório aponta que para além de metade da população estar fora da “internet”, entre os conectados há desigualdades importantes. “As distâncias existentes na adoção de conectividade são conduzidas por brechas de diferentes tipos: geografias (áreas urbanas x rurais), renda (ricos x pobres), idade e gênero, entre outros”, destaca o relatório.

Enquanto a conexão de baixa qualidade foi apontada por 43% em países mais pobres, o problema foi mencionado por 25% de entrevistados em nações mais ricas. Outro exemplo mais claro é no preço dos pacotes entre diferentes regiões do globo. Enquanto o preço de uma franquia de 1 giga em países do Sul da Ásia consome 1,2% da renda mensal média, na África Subsaariana o serviço custa o equivalente a 6,8% da receita média mensal.

Redes

Contudo, conforme o relatório, a infraestrutura avançou e hoje está presente em localidades abrangendo 96% da população mundial. O tráfego internacional de dados é realizado por 400 cabos submarinos, abarcando 1,2 milhão de quilômetros, e por 775 satélites com atuação em serviços de comunicação na órbita da Terra.

No ecossistema móvel, 2018 foi o ano em que a tecnologia 4G se tornou hegemônica, ultrapassando a 2G, sendo responsável por 44% das conexões móveis. Citando dados da consultoria GSMA, o documento ressalta que o 5G, o novo paradigma tecnológico dos serviços móveis, tornou-se “uma realidade”.

No ano passado, o novo padrão foi lançado nos Estados Unidos e na Coreia do Sul. Em 2019, a previsão é que ele passe a ser ofertado em 16 novos países. A expectativa da GSMA é que, em 2025, haja 1,4 bilhão de conexões, cerca de 15% da base total.

Encruzilhada

Para os autores, a “internet” se encontra em uma “encruzilhada”. “Há um reconhecimento crescente de que os desafios e riscos demandam políticas e regulações específicas, assim como novas abordagens de negócio e iniciativas industriais voltadas a mitigar efeitos não intencionados e resultados negativos da adoção da ‘internet’”.

O documento ressalta que as pessoas não podem apenas ser divididas entre usuários e não-usuários, mas deve ser entendida a diversidade de formas de conectividade e experiências “on-line”. O reconhecimento dessas especificidades passa pela consideração de públicos mais vulneráveis em sua presença na “web”. Mulheres estão sujeitas à perseguição, assédio e discurso de ódio na “web”. Já crianças são vítimas de abusos, exploração e “bullying”.

Diante à variedade de formas de acesso, os autores defendem o que chamam de “conectividade universal relevante”. Essa noção envolve uma banda larga “disponível, acessível, relevante, barata, segura, confiável e que empodere os usuários levando a impactos positivos”. Essa percepção leva em consideração também não somente o custo, mas diferentes motivadores para se conectar e ter experiências de qualidade no ambiente “on-line”.

Modalidades de uso

Considerando a variedade de experiências, o relatório traz dados sobre diferentes modalidades de atividades na “web” (ver gráfico). A troca de mensagens por “apps” como WhatsApp e FB Messenger é o mais popular, seguida por redes sociais, ligações “on-line” e ler notícias. As ações variam conforme a renda, com a prática de obter informação e comprar produtos sendo mais comum em países mais ricos.

(Fonte: Agência Btasil)

De segunda a sexta, a dentista Laudicéia Magalhães, acompanha a filha, Clarice, 16 anos, até a escola. São oito minutos do local onde moram até a Escola de Referência em Ensino Médio Aura Sampaio Parente Muniz, em Salgueiro (PE). “Eu não abro mão de acordar mais cedo, mesmo quando durmo tarde, para deixar ela na escola. No caminho, conversamos, pergunto como estão as coisas, desejo boa prova, se ela for fazer algum exame”.

Gestos como esse podem ajudar as crianças e adolescentes a terem um melhor desempenho escolar, de acordo com dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), exame internacional que avalia estudantes de 15 anos de cerca de 70 países, disponíveis na plataforma de dados educacionais Mapa da Aprendizagem.

A plataforma reúne os dados coletados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no Pisa 2015, que é a última edição com os resultados disponíveis. Nesse ano, o enfoque foi em ciências.

Entre os estudantes que disseram que os pais se interessam muito pela vida escolar, a média de desempenho em ciências foi 414,08 pontos. Já entre aqueles cujos pais não mostram interesse na escola, a média foi 357,19. A diferença equivale a quase dois anos de estudos entre os dois grupos.

Clarice, que está no 2º ano do ensino médio, é a caçula de três filhos. Além de levá-la para a escola, as duas sempre almoçam juntas. Em casa, cada um dos filhos tem uma prateleira para os livros e material didático e tem um espaço para estudar. “Mostro para eles que realizar o que eles sonham só depende deles, não depende nem de mim, nem do pai. Se querem ter um carro bom, que estudem, que um dia terão. Se querem uma casa boa, estudem, que vão conseguir. O caminho é esse”, diz Laudicéia.

Participação dos pais

No Brasil, 50,2% dos estudantes dizem que os pais têm interesse pelas atividades escolares. A porcentagem coloca o país na 24ª posição em um “ranking” de 49 países com o dado disponível. A média dos países da OCDE é 48,07%. Os dados brasileiros apontam que há diferença entre aqueles com maior nível socioeconômico, grupo no qual 63,2% dos estudantes relatam a participação dos pais, e aqueles com menor nível socioeconômico, com 46%.

“Pais que participam geram um ambiente de valorização da educação que é supernecessário para o jovem se engajar”, diz o diretor-executivo do Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), Ernesto Martins Faria.

Faria explica que participar da vida escolar é acompanhar a frequência escolar dos filhos, ou seja, saber se estão ou não indo para a escola, participar de reuniões e conversar com os próprios filhos. Não significa necessariamente corrigir os deveres de casa, isso poderá ficar a cargo da escola, mas ter uma clareza do que a instituição de ensino espera do estudante e se ele está engajado nos estudos. É importante, segundo o pesquisador, que pais e escolas ajam em conjunto.

“Os pais têm necessidades diferentes e disponibilidade de tempo diferentes. A escola pode fazer um diálogo, estabelecendo um combinado com os pais”, diz Faria, que acrescenta: “O mais importante é que os combinados sejam claros para que não haja uma relação conflituosa das escolas criticando pais por não participarem e dos pais criticando as escolas por conta de expectativas de aprendizagem que não acontecem”.

Diferença de aprendizagem

O engajamento dos pais foi um dos diferenciais que colocou a escola de Clarice entre as instituições de ensino que atendem estudantes de baixo nível socioeconômico com os melhores desempenhos na Prova Brasil e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), segundo o estudo “Excelência com Equidade no Ensino Médio: a dificuldade das redes de ensino para dar um suporte efetivo às escolas”.

“Essa parceria dos pais e professores é muito importante, sobretudo na adolescência”, diz a professora de biologia da escola, Uanne Freire Bezerra. A professora conta que, uma vez a cada dois meses, os pais são convidados à escola para receber o boletim dos filhos. “A gente faz um dia de plantão. Sabemos que tem pais que trabalham e, por isso, ficamos o dia todo disponíveis para eles. Eles escolhem o horário. Recebem o boletim e têm uma conversa individual com cada professor”, diz. Além disso, a equipe faz atendimentos para tratar de questões do dia a dia ao longo de todo o ano letivo.

Segundo Uanne, faz parte do calendário escolar de toda a rede estadual, também uma vez a cada dois meses, um evento recreativo com pais, estudantes e professores. “Isso para os pais não irem à escola só quando tem problema com os alunos. Fazemos dinâmica, café da manhã, almoço com música ao vivo. É um momento de descontração, em que eles têm a oportunidade de ver o resultado do trabalho dos filhos”.

Mapa da Aprendizagem

O Mapa de Aprendizagem foi desenvolvido pelo Iede, Fundação Lemann e Itaú BBA e disponibilizado, em primeira mão, para a Agência Brasil. O objetivo da plataforma é facilitar o acesso aos dados do Pisa. É possível consultar os dados dos países participantes da avaliação e de cada um dos Estados brasileiros. Além de consultas, é possível fazer comparações personalizadas.

(Fonte: Agência Brasil)

NACIONAL

A fase de grupos da Copa Arari de Futebol e Futsal começa a entrar em reta decisiva. Neste fim de semana, duas partidas movimentarão a competição, que conta com o patrocínio do governo do Estado e do El Camiño Supermercados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Os jogos dessa rodada da categoria Adulto Masculino definirão os times classificados do Grupo A e pode deixar outras equipes bem perto das quartas de final no Grupo C. As partidas ocorrerão no sábado (28) e domingo (29), sempre a partir das 15h45, no Estádio Municipal Santo Figueredo.

No sábado, a bola rola para Morada Nova e JM, jogo adiado pela sexta rodada. Válido pelo Grupo C, o duelo é fundamental para as pretensões das duas equipes, que vêm de derrota na competição. O Morada Nova foi goleado pelo Xeleleu por 7 a 1, enquanto o JM foi superado pelo Borussia por 3 a 2.

Assim, quem vencer a partida deste sábado vai se recuperar no torneio e continuará com chances de avançar ao mata-mata. Já o perdedor, ficará praticamente sem chances de classificação, já que o Xeleleu lidera o grupo com 6 pontos.

No domingo, tem Portuguesa x Nacional, jogo válido pelo Grupo A. Quem vencer estará garantido nas quartas de final da Copa Arari de Futebol. Ao time derrotado, restará aguardar o término da fase de grupos para saber se conseguirá avançar na competição ou não.

Neste Grupo A, apenas o Florence já garantiu vaga nos mata-matas com direito à melhor campanha da chave com 7 pontos. Com 1 ponto somado, o Real Brasil já está eliminado

Todos os detalhes sobre a primeira edição da Copa Arari de Futebol e Futsal estão disponíveis nas redes sociais oficiais do evento (@copaararima).

Copa Arari 2019

A primeira edição da Copa Arari de Futebol e Futsal é um torneio que reúne quase 600 atletas que estarão distribuídos em quatro categorias: Futebol Adulto Masculino, Futebol Sub-17 Masculino, Futsal Master e Futsal Feminino. Das quatro categorias envolvidas na copa, apenas as disputas do Futebol Adulto Masculino já tiveram início.

Nessa categoria, doze equipes estão participando. Os times foram divididos em três chaves: Nacional, Real Brasil, Florence e Portuguesa formam o Grupo A; Operário, Malvinas, Mearim e E.C. Arari estão no Grupo B; enquanto que Xeleleu, Morada Nova, Borussia e JM compõem o C.

Na primeira fase, eles jogam entre si dentro de seus grupos. Oito equipes se classificarão para a fase de quartas de final. Nesta edição, o campeonato é válido pelo Campeonato Arariense de Futebol.

CLASSIFICAÇÃO FASE DE GRUPOS
Grupo A
Florence – 7 pts
Portuguesa – 3 pts
Nacional – 2 pts
Real Brasil – 1 pt

Grupo B
Operário – 7 pts
E.C. Arari – 7pts
Malvinas – 0 pt
Mearim – 0 pt

Grupo C
Xeleleu – 6 pts
Borussia – 3 pts
JM – 0 pt
Morada Nova – 0 pt

(Fonte: Assessoria de comunicação)

Na semana em que a cidade de Vitorino Freire completou 67 anos de emancipação política, a prefeita Luanna Bringel deu mais algumas provas dos avanços significativos que sua gestão à frente do município tem proporcionado aos vitorinenses nas mais diversas áreas. Mais de uma dezena de obras foram entregues para beneficiar os moradores da cidade, tanto da sede quanto de vários povoados. Os esforços da prefeita em conseguir benefícios a Vitorino Freire são reconhecidos pela população e são confirmados pelos números: Luanna tem 86% de aprovação segundo pesquisa realizada pela Exata.

Dentre as tantas importantes obras entregues pela jovem prefeita somente nesta semana, destaque para a inauguração do Centro de Saúde da Mulher Maria Mesquita de Sousa Noronha. Construído com recursos próprios da Prefeitura de Vitorino Freire, o novo espaço chega para somar às ações de prevenção e recuperação das mulheres do município e auxiliará na redução da morbimortalidade por câncer de mama e colo de útero. Inclusive, o Centro de Saúde Vitorino Freire contará com um mamógrafo digital de última geração.“Esse será um instrumento de grande utilidade para as mulheres vitorinenses. O novo Centro de Saúde da Mulher conta com um mamógrafo digital, um aparelho muito importante que auxiliará no diagnóstico de algumas doenças, como o câncer de mama. Agora, nossas mulheres poderão ter os primeiros diagnósticos feitos aqui em Vitorino Freire, tornando os procedimentos acessíveis a todas”, afirmou a prefeita ao entregar a obra ao lado do deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) e do ex-deputado estadual Stênio Rezende.

Na área da saúde, além do Centro de Saúde da Mulher, a prefeita Luanna entregou três Unidades Básicas de Saúde (UBS), sendo uma no Povoado São José dos Curicas, outra no Povoado Brejo das Flores e uma última no Povoado São João do Grajaú. Em cada localidade, a gestora recebeu o carinho da população pelos benefícios inaugurados.

Mais obras entregues

Outras áreas, como Infraestrutura e Educação, também foram beneficiadas durante as comemorações do aniversário de Vitorino Freire. Luanna inaugurou a Praça Marília Coelho, a pavimentação asfáltica da Rua 24 de Maio e do Bairro Luanna, que, também, recebeu sinalização e calçadas. A prefeita entregou o mais novo cartão-postal de Vitorino Freire, a Avenida Joaquim Pinto, completamente revitalizada e urbanizada, com direito à iluminação de LED, pista para caminhada e “playground” para crianças, além de uma ponte no Povoado Jejú.

“Ainda, temos uma infraestrutura urbana que deixa a desejar por falta de planejamento de gestões anteriores de anos e anos. Mas não estamos medindo esforços e trabalhando muito para melhorar essas condições, e a Avenida Joaquim Pinto faz parte desse processo”, explicou a prefeita.

E tiveram mais obras sendo entregues: poço no Povoado Pucunzal, Escola Rural Bandeirante no Povoado Centro do Antônio Branco e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

“Quando se quer, se faz. Quando se coloca as pessoas à frente, as coisas acontecem. A Luanna mostra que tem responsabilidade com cada cidadão, nos quatro cantos de Vitorino Freire. É uma alegria compartilhar momentos como esse nessa terra, com a qual nos comprometemos por dias melhores. Já conseguimos conquistar muita coisa. Vitorino está em festa. Tenho certeza de que os cidadãos vitorinenses batem no peito e se orgulham. Eles veem que a cidade anda para a frente, que está progredindo a cada dia. Vamos continuar trabalhando, com as bênçãos de Deus, para melhorar a vida da nossa gente”, destacou o deputado Juscelino Filho.

(Fonte: Assessoria de comunicação)