Saltar para o conteúdo

O Senado aprovou, nessa terça-feira (12), o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 523/2019, que ratifica o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre Brasil e Estados Unidos, assinado em março deste ano, para uso da Base de Alcântara, no Maranhão. O texto, que pela manhã havia sido votado na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, não necessitada de sanção presidencial e segue agora para ser promulgado.

Para o deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), trata-se de uma conquista não apenas para Alcântara e o Estado, mas para todo o país. “O acordo nos coloca em um mercado mundial que movimenta mais de US$ 300 bilhões por ano. Teremos a oportunidade de promover uma verdadeira transformação econômica, social e tecnológica, de construir uma nova realidade para todos, inclusive para as famílias carentes da região”, disse.

Ainda de acordo com o parlamentar, valeu toda a mobilização de deputados e senadores do Maranhão. “Na Câmara, asseguramos o regime de urgência no início de setembro e, menos de dois meses depois, o projeto passou no plenário. Vinte dias se passaram e já conseguimos aprová-lo no Senado. Como maranhense, brasileiro e coordenador da nossa bancada federal no Congresso Nacional, estou muito feliz com essa vitória”, celebrou.

O Centro Espacial de Alcântara tem uma localização considerada privilegiada e estratégica. Isso porque a velocidade de rotação da Terra é maior nas áreas próximas ao Equador do que no restante do planeta, o que facilita os lançamentos. A base está pouco mais de 2 graus ao sul da linha imaginária que divide o planeta ao meio. “Essas condições são únicas e vão contribuir para que o Brasil seja uma grande potência nesse setor”, atestou Juscelino Filho.

Alguns pontos do acordo

O acordo proíbe o lançamento de espaçonaves ou veículos de países sujeitos a sanções estabelecidas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas ou cujos governos tenham repetidamente apoiado atos de terrorismo internacional. Também não será permitido o ingresso de equipamentos, tecnologia, mão de obra ou recursos financeiros de países que não sejam integrantes do Regime de Controle de Tecnologia de Mísseis (MTCR, na sigla em inglês).

O texto também veda a divulgação de dados técnicos e sobre equipamentos dos Estados Unidos. O governo norte-americano, no entanto, deverá fornecer ao governo brasileiro informações sobre a presença de material radioativo ou de substâncias que possam causar danos ao meio ambiente ou à saúde humana, de acordo com a legislação brasileira. Está previsto no acordo um plano de controle de transferência de tecnologia.

(Fonte: Assessoria de comunicação)

MOTO CLUB

A partir desta sexta-feira (15), a cidade de Fortaleza será palco da edição de 2019 da Taça Brasil de Futebol 7, competição promovida pela Confederação de Futebol 7 do Brasil (CF7B). Ao todo, 24 equipes de todo o país estarão na disputa pelo título. O Maranhão, por exemplo, contará com dois representantes no torneio nacional. São eles: Moto Club/APCEF e Solar E.C.

“Estamos muito confiantes que tanto o Moto quanto o Solar façam boas campanhas na Taça Brasil. São duas equipes muito qualificadas e que vão dar o seu melhor para conquistar esse título para o futebol 7 maranhense. Estamos aqui na torcida por bons resultados”, disse o presidente da Federação Maranhense de Futebol 7, Waldemir Rosa.

As equipes maranhenses estão confirmadas na Taça Brasil e não terão vida fácil. Dono de uma das camisas mais tradicionais do Estado, o Moto Club/APCEF caiu no Grupo B, uma chave que conta, ainda, com dois times cearenses e um potiguar.

Na rodada de abertura, o Papão entra em campo às 14h10 de sexta-feira para encarar o Roma-RN. No mesmo dia, mas às 20h10, a equipe rubro-negra enfrentará os donos da casa: o Eusébio-CE.

Se tudo correr bem para os maranhenses, o duelo do sábado (16) diante do Holanda Eusébio-CE será para confirmar o Moto Club/APCEF na segunda fase da Taça Brasil. Para o técnico Magno Fróz, sua equipe chegará forte e com boas chances de avançar aos mata-matas.

“As expectativas são as melhores possíveis. Conseguimos reunir uma turma boa de jogadores de fut 7. A maioria joga o Campeonato da Caixa e em alguns campeonatos fora do Estado. Estamos com 15 dias de preparação, mas estamos com um ritmo bom e até melhor do que o esperado por conta do pouco tempo de trabalho e pela dificuldade que temos para viajar para disputar esta competição. Mas a equipe vem forte, com grandes jogadores e creio que faremos uma grande competição em Fortaleza”, afirmou o técnico motense.

Solar estreante

SOLAR

Estreante em competições nacionais, o Solar será o segundo represente do Maranhão na Taça Brasil. O time chega à competição com um elenco com jogadores experiente e acostumados em disputar grandes campeonatos.

Essa experiência é considerada pela diretoria da equipe como um importante diferencial, principalmente porque, na fase de grupos da Taça Brasil, o Solar terá pela frente o São Francisco-CE, o Fortaleza F7-SP e o Flamboyant-SC.

“Apesar de ser nossa primeira competição nacional, estamos levando um elenco com qualidade técnica muito boa e experiente. Nomes conhecidos no futebol maranhense como Vanvan, ex-Moto, Madureira e Cruzeiro. Nosso camisa 10 é o Paulo Victor, ex-Moto e atualmente no São José, que é importantíssimo para o grupo. Portanto, estamos levando uma equipe experiente, jogadores acostumados com grandes competições. Com humildade e muita força de vontade, tentaremos trazer esse título para o nosso Estado”, revelou Paulo Roberto, presidente do clube.

O Solar estreia na sexta-feira à tarde diante do Fortaleza F7-SP. No mesmo dia à noite, a equipe duela com o Flamboyant-SC e, no sábado, encerra sua participação na fase de grupos contra o São Francisco-CE.

JOGOS DOS TIMES MARANHENSES NA TAÇA BRASIL DE FUT7
Sexta-feira (15/11)
14h10 – Roma-RN x Moto Club/APCEF
14h10 – Fortaleza F7-SP x Solar E.C.
20h10 – Flamboyant-SC x Solar E.C.
20h10 – Eusébio x Moto Club/APCEF

Sábado (16/11)
A definir – Holanda Eusébio-CE x Moto Club/APCEF
A definir – São Francisco-CE x Solar E.C.

(Fonte: Assessoria de comunicação)

O nadador maranhense Davi Hermes provou, mais uma vez, o porquê é considerado um dos atletas paraolímpicos mais talentosos e promissores do país na atualidade. No Campeonato Brasileiro de Natação, competição promovida pela Confederação Brasileira de Natação de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI), o jovem de 16 anos, que é patrocinado pelo Grupo Mateus e pelo governo do Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, proporcionou um verdadeiro espetáculo na piscina do Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo, nesta semana. Davi conquistou quatro medalhas, sendo uma de ouro, duas de prata e uma de bronze.

Com excelentes resultados na temporada, a expectativa em torno de mais um bom desempenho de Davi nessa edição do Campeonato Brasileiro era grande. Mas o nadador da Viva Água não sentiu a pressão e terminou a competição com um saldo bastante positivo de medalhas: quatro provas disputas e quatro pódios alcançados.

“Estou muito feliz com as medalhas que consegui aqui no Brasileiro. Agradeço a Deus, à minha família, aos meus amigos e técnicos da Viva Água e aos meus patrocinadores Grupo Mateus e governo do Estado por acreditarem em mim”, disse.

Na segunda-feira (11), Davi Hermes teve o seu melhor resultado no Brasileiro de Natação. Com autoridade, o maranhense foi o único a nadar abaixo dos 42 segundos nos 50m borboleta para ficar com a medalha de ouro.

Já nas disputas dos 100m borboleta e 100m livre, a nadador do Maranhão ficou no quase. As medalhas de ouro escaparam por pouco. Davi levou duas pratas nessas provas.

No último dia de competição, o maranhense voltou à piscina do Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro para conquistar sua quarta medalha no evento nacional. Dessa vez, Davi Hermes terminou os 100m livre na terceira colocação e assegurou um bronze para sua coleção de medalhas.

Agora, o jovem nadador volta as suas atenções para a próxima competição nacional. Entre os dias 20 e 22 deste mês, Davi Hermes competirá nas Paraolimpíadas Escolares, em São Paulo.

Resultados em 2019

Desde que se sagrou campeão mundial de natação para Síndrome de Down em 2018, Davi Hermes tem obtido resultados expressivos. Em junho deste ano, o maranhense brilhou no X Jogos Aquáticos do Ceará da Paranatação onde levou três medalhas: ouro nos 50m livre com direito a recorde Pan-Americano Júnior, prata nos 100m borboleta e bronze nos 100m livre.

No mesmo mês, Davi foi muito bem no Meeting Brasileiro de Natação em São Paulo. Subiu no lugar mais alto do pódio nas provas dos 50m e 100m borboleta, além de ficar na segunda colocação nos 50m livre.

Como preparação para a disputa do Campeonato Brasileiro de Natação, o nadador do Maranhão competiu no Trisome Games das Américas, competição realizada em agosto, no México. Na ocasião, Davi Hermes garantiu duas medalhas de prata: uma no revezamento 4x100m medley misto e outra no revezamento 4x50m medley masculino.

(Fonte: Assessoria de comunicação)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulga, nesta quarta-feira (13), os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Também serão divulgados os Cadernos de Questões, em todas as suas versões.

No total, serão seis gabaritos para cada dia de aplicação e seis Cadernos de Questões, de acordo com as cores da prova e opções acessíveis. Os participantes podem acessar os gabaritos pelo portal do Inep, na página do Enem ou pelo aplicativo do Enem.

Os participantes deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação.

Mesmo com o gabarito em mãos, os participantes ainda não poderão saber qual nota tiraram no exame, isso porque o Enem é corrigido pela chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI).

Pela TRI, não há um valor fixo para cada questão. A pontuação varia conforme o percentual de acertos e erros naquele item entre os participantes e também de acordo com o desempenho de cada estudante na prova.

O Enem 2019 foi aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. Cerca de 3,9 milhões de estudantes de todo o país compareceram ao menos em um dia de prova.

Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados na Página do Participante e no aplicativo do Enem, em janeiro de 2020, a partir de consulta com CPF e senha.

O resultado dos participantes eliminados, segundo o Inep, não será divulgado, mesmo que eles tenham feito o Enem nos dois dias de aplicação. Para os treineiros, que fazem o exame para autoavaliação de conhecimentos, a consulta só será liberada em março do ano que vem.

(Fonte: Agência Brasil)

Com uma campanha impecável, a equipe do Operário confirmou o favoritismo e conquistou o título da primeira edição da Copa Arari de Futebol Adulto Masculino, competição patrocinada pelo governo do Estado e pelo El Camiño Supermercados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Na decisão, realizada no sábado (9), no Estádio Santo Figueredo, o Operário superou a Portuguesa por 3 a 0 para soltar o grito de campeão.

Desde o início do torneio, o Operário mostrou que era um forte candidato a levar o troféu de campeão. Na fase de grupos, classificou-se com tranquilidade ao golear o Malvinas e o Mearim por 6 a 1 e 7 a 0, respectivamente, e empatar sem gols com o EC Arari. No mata-mata, eliminou o Borussia por 2 a 0 antes de chegar à decisão.

Além do título da competição, o Operário ainda recebeu duas premiações individuais: a de Melhor Goleiro foi entregue a Laerte, e a de artilheiro ficou com Bilu. Apesar do vice-campeonato, a Portuguesa teve o melhor jogador da competição: Emerson Nike.

Futsal

Enquanto o torneio de Futebol Adulto Masculino chegou ao fim, as disputas da Copa Arari de Futsal continuam a todo vapor. No último fim de semana, foi realizada mais uma rodada da fase classificatórias das categorias Feminino Adulto e Sub-17 Masculino.

Na competição feminina, os resultados classificaram três times para as semifinais. Pelo Grupo A, o Soberanas goleou o Pai Helinho por 4 a 1. O triunfo garantiu o Soberanas na próxima fase e beneficiou o TPM, que havia folgado nessa rodada. Já o Pai Helinho, com duas derrotas, está fora da competição.

No Grupo B, o Interatléticas passou fácil pelo Arari City por 5 a 1, chegou aos 4 pontos e já está nas semifinais. Na rodada do próximo fim de semana, o Arari City encara o Dunga Roots em confronto direto pela última vaga às semis.

Já no torneio do Sub-17 Masculino, os resultados da segunda rodada embolaram as duas chaves, e a definição dos semifinalistas será somente na última rodada. Após perder na estreia, o Guarani se recuperou e bateu o Lanoican por 5 a 2. Já o Audax superou o Alpha por 2 a 1 e está bem perto de avançar na competição.

Todos os detalhes sobre a primeira edição da Copa Arari de Futebol e Futsal estão disponíveis nas redes sociais oficiais do evento (@copaararima).

(Fonte: Assessoria de comunicação)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nota hoje (12) anunciando o empenho de R$ 118,3 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para reforma e funcionamento de escolas de ensino médio em tempo integral (manhã e tarde) em 18 Estados.

Os recursos podem ser usados para contratação de obras para escolas e compra de equipamentos (despesas de capital) ou para o pagamento de contas como água, luz, telefone (despesas de custeio).

O dinheiro faz parte da parcela do Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. A primeira parcela foi liberada em novembro do ano passado. Ao todo, são 1.027 escolas que já participam da iniciativa.

Dinheiro para Estados

Portaria publicada no “Diário Oficial da União” descreve o volume de recursos a serem repassados para cada Estado. Todas as regiões serão beneficiadas.

Oito Estados com escolas elegíveis são do Nordeste; cinco do Norte; dois do Centro-Oeste, dois do Sudeste; e um do Sul. O Ceará é o Estado que receberá mais recursos para gastos de custeio: R$ 15 milhões; e o Maranhão, para despesas de capital: R$ 10,2 milhões.

São beneficiárias escolas que ofertam carga horária superior a 35 horas semanais — ou 7 horas diárias. A carga horária do ensino médio não integral no Brasil é de 20 horas semanais - 4 horas por dia. Com a reforma do ensino médio sancionada em lei em 2017, a carga horária dos estudantes secundários aumentará para 25 semanais ou cinco horas por dia.

(Fonte: Agência Brasil)

Principal promessa do kitesurf maranhense, o jovem Bruno Lima – o Bruninho – fez bonito na edição deste ano do Campeonato Brasileiro de Kitesurf, competição realizada durante o fim de semana, em Praia Brava, em Itajaí, litoral norte de Santa Catarina. O kitesurfista, que é patrocinado pela Fribal e pelo governo do Estado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, terminou o evento com resultados expressivos na categoria Kitesurf Hydrofoil: uma prata, um bronze e um quarto lugar.

Bruninho esteve sempre na disputa pelo pódio mesmo com condições climáticas desfavoráveis. Durante os três dias de competição, os atletas sofreram com o vento fraco. Mesmo assim, o maranhense conseguiu ir bem e garantiu o quarto lugar na categoria Open, que reúne os competidores de todos os países participantes no evento e de todas as faixas etárias.

O resultado geral foi utilizado para definir a classificação final nas demais categorias. Assim, Bruninho ficou em segundo na disputa da categoria até 19 anos, atrás apenas do norte-americano Noah, e garantiu a medalha de prata.

Na classificação final, que contou apenas com kitesurfistas do Brasil, o maranhense terminou na terceira colocação geral e garantiu a medalha o bronze.

“Feliz com os resultados alcançados no Campeonato Brasileiro de Kitesurf, aqui em Praia Brava. Apesar das dificuldades enfrentadas com o vento fraco nesses últimos dias, consegui ficar, mais uma vez, entre os melhores do país. Fui segundo na disputa até 19 anos, terceiro no Brasileiro e 4º lugar no Open. Só tenho a agradecer o apoio da Fribal e do governo do Estado por estarem me dando condições de vir aqui e competir de igual para igual com os melhores do país e do mundo”, destacou.

Agora, as atenções de Bruninho se voltam à disputa do Centro e Sul-Americano de Kitesurf, evento que também será realizado em Praia Brava, a partir desta quarta-feira (13). O maranhense competirá contra atletas do Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia e Estados Unidos, além de França, Turquia, Inglaterra e Ilhas Antígua e Barbuda.

(Fonte: Assessoria de comunicação)

Pelo terceiro ano consecutivo, o Maranhão está no lugar mais alto do pódio do kitesurf nacional. Nessa segunda-feira (11), a maranhense Socorro Reis tornou-se tricampeã brasileira na categoria Kitesurf Hydrofoil ao vencer a competição realizada em Praia Brava, em Itajaí, litoral norte de Santa Catarina. Atleta patrocinada pela Fribal e pelo governo do Estado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, a kitesurfista consolidou seu domínio no cenário nacional da modalidade e é, atualmente, o principal nome do kitesurf no país.

A hegemonia da maranhense começou em 2017 com a primeira conquista nacional. Em 2018, Socorro Reis repetiu o resultado e sagrou-se bicampeã brasileira. Desta vez, a kitesurfista precisou superar tanto suas rivais diretas quanto as condições climáticas adversas para continuar como a número 1 do Brasil.

“Estou imensamente feliz por mais essa conquista. Foram vários desafios até chegar aqui, mas, no final, tudo deu certo. Agradecer, primeiramente, a Deus por permitir que tudo isso fosse possível. Agradecer o apoio de meus patrocinadores Fribal e governo do Estado que acreditaram no meu potencial e de todos aqueles que me apoiaram. Agora, é focar no Sul-Americano que ocorrerá nesta semana”, comemorou Socorro Reis.

Após garantir o tricampeonato brasileiro, a kitesurfista maranhense não terá tempo para descansar. A partir desta quarta-feira (13), ela vai em busca do título inédito do Centro e Sul-Americano de kitesurf, evento que também será realizado em Praia Brava. No ano passado, Socorro foi vice-campeã sul-americana.

A competição deverá contar com a participação de atletas do Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia e Estados Unidos, além de França, Turquia, Inglaterra e Ilhas Antígua e Barbuda.

“O Sul-Americano 2019 é um dos eventos mais importantes do ano para mim. Poder competir com mulheres de várias nacionalidades e evoluir em cada competição é um dos maiores ganhos para qualquer atleta. Estou bem fisicamente e vou dar o meu melhor dentro d’água”, concluiu Socorro Reis.

(Fonte: Assessoria de comunicação)

JARDIM BRASÍLIA

A final da primeira edição da Copa Santa Inês de Futebol Amador, competição que conta com os patrocínios da Drogarias Globo e do governo do Estado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, colocará as equipes do Fluminense e do Jardim Brasília frente a frente. Os dois times se garantiram na decisão do torneio no último fim de semana, após derrotarem o São Cristóvão e o América, respectivamente. As partidas foram realizadas no Campo do Robertão, no Bairro São Benedito, em Santa Inês.

As duas semifinais foram bastante equilibradas e com emoção do início ao fim. No sábado (9), o duelo entre Jardim Brasília e América foi dramático. Os dois times não conseguiram balançar as redes no tempo normal. O 0 a 0 no placar levou a disputa, por um lugar na final, para os pênaltis.

Nas penalidades, o equilíbrio prevaleceu, e o vencedor só foi conhecido nas cobranças alternadas. Melhor para o Jardim Brasília que não desperdiçou nenhum pênalti, venceu a disputa por 6 a 5 e, agora, vai em busca do título.

Na outra semifinal, um clássico local entre Fluminense e São Cristóvão. Apesar de o jogo não ter se decidido na disputa de pênaltis como na outra partida, foi exatamente um pênalti que garantiu a equipe tricolor na final.

O Fluminense foi mais eficiente e tirou o zero do placar: 1 a 0. Em desvantagem, o São Cristóvão pressionou em busca do empate, mas pecava nas finalizações. No fim do jogo, foi marcado pênalti a favor do São Cristóvão. Na cobrança, o goleiro do Fluminense fez linda defesa e garantiu sua equipe na final para enfrentar o Jardim Brasília.

FLUMINENSE

Copa Santa Inês

Ao todo, 12 times começaram a disputa desta primeira edição da Copa Santa Inês. Participaram do certame as seguintes equipes: América Sabbak, América, Amigos da Cohab, Caxiense, Coheb Jr., Escolinha Peniel, Fluminense, Jardim Brasília, Juventus, Operário, Peñarol e São Cristóvão.

As partidas estão sendo realizadas sempre aos sábados e domingos no Campo do Robertão, no Bairro São Benedito, em Santa Inês. Tudo sobre a Copa Santa Inês de Futebol Amador está disponível nas redes oficiais do evento (@copasantainês).

(Fonte: Assessoria de comunicação)

A semana será intensa para o nadador paraolímpico maranhense Davi Hermes. O jovem, que conta com o patrocínio do Grupo Mateus e do governo do Maranhão, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, está na disputa do Campeonato Brasileiro de Natação, competição promovida pela Confederação Brasileira de Natação de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI). Com resultados expressivos nos últimos anos, Davi é um dos favoritos a conquistar medalhas nesse evento nacional, que ocorrerá em São Paulo.

O maranhense, atleta da Viva Água, competirá em quatro provas da categoria de Síndrome de Down: 50m e 100m livre, 50m e 100m borboleta. Mais do que conquistar medalhas, o objetivo de Davi Hermes nessa competição é melhorar seus tempos visando a disputa do próximo Mundial, que será realizado no ano que vem, na Turquia.

Apesar da pouca idade, Davi é um para-atleta com resultados expressivos ao longo da carreira. No ano passado, conquistou duas medalhas de ouro (nos 25m borboleta e 25m livre) e uma de bronze (25m costas) no Campeonato Mundial de Natação para Síndrome de Down, competição realizada no Canadá.

Resultados em 2019

Além das conquistas internacionais, Davi Hermes tem sido constante ao longo deste ano obtendo excelentes resultados. Em junho deste ano, o maranhense brilhou no X Jogos Aquáticos do Ceará da Paranatação em que levou três medalhas: ouro nos 50m livre com direito a recorde Pan-Americano Junior, prata nos 100m borboleta e bronze nos 100m livre.

No mesmo mês, Davi foi muito bem no Meeting Brasileiro de Natação em São Paulo. Subiu no lugar mais alto do pódio nas provas dos 50m e 100m borboleta, além de ficar na segunda colocação nos 50m livre.

Como preparação para a disputa do Campeonato Brasileiro de Natação, o nadador do Maranhão competiu no Trisome Games das Américas, competição realizada em agosto, no México. Na ocasião, Davi Hermes garantiu duas medalhas de prata: uma no revezamento 4x100m medley misto e outra no revezamento 4x50m medley masculino.

(Fonte: Assessoria de comunicação)