A locução ÀS CUSTAS DE é cada vez mais usada, principalmente na língua falada. Dois pontos comprovam essa tendência:
1) o número de registros escritos com a expressão;
2) a locução começa a ser aceita por alguns dicionários.

A maioria dos registros sobre o assunto, no entanto, ainda recomenda a forma À CUSTA DE.

É o caso do dicionário Michaelis e do Aurélio, de onde extraio dois exemplos:
a) “Faz concessões à custa da honra”.
b) “Obteve o poder à custa de traições”.

Parece haver resistência por parte de alguns gramáticos quanto ao uso da construção no plural. Na dúvida, utilize no singular: À CUSTA DE.

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
Custa [De custo.]
Substantivo feminino.
1. Ant. Dispêndio, despesa.
2. Custo, expensas: O serviço foi feito a minha custa. ~ V. custas.

À custa da barba longa. 1. Sem trabalhar; à custa do pai.
À custa de. 1. Com sacrifício, dano, ou prejuízo de:  Faz concessões à custa da honra. 2. Com o emprego, a prática ou o auxílio de; à força de, a poder de: Aquele burro só anda à custa de pancadas; Obteve o poder à custa de traições. 3. Com recursos ou dinheiro de; a expensas de:  Vive à custa do sogro.
À custa do pai. 1. À custa da barba longa (q. v.)

Custas [Pl. de custa.]
Substantivo feminino plural.
1. Despesas feitas em processo judicial. ~ V. custa.

DICIONÁRIO “HOUAISS”
CUSTA
n substantivo feminino
Diacronismo: antigo.
1 despesa, dispêndio, gasto com alguma coisa
Ex.: o soberano fez muita c.

CUSTAS
n substantivo feminino plural
Rubrica: direito processual.
2 despesas previstas em lei e devidas pela formação de atos judiciais

DICIONÁRUIO “AULETE”
CUSTA (cus.ta)
sf.
1. P.us. Despesa, gasto, dispêndio; EXPENSAS [F.: Dev. de custar.]

À custa da barba longa
1 Sem trabalhar; à custa do pai.

À(s) custa(s) de
1 Ao preço de, com o sacrifício de: Dedicou-se à família, à custa de sua carreira.
2 Graças a, por meio de: Passou de ano, à custa de muito esforço.
3 A expensas de: Sustenta a família à custa do irmão.

À custa do pai
1 Ver À custa da barba longa.

CUSTAS (cus.tas)
sfpl.
1. Jur. Despesas, previstas em lei, ref. a processo judicial.: Foi o pai quem lhe pagou as custas da ação. [F.: Dev. de custar.]

Acrescentando...
Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
à custa de, às custas de
À custa de. Significa à força de, a poder de, com o emprego de, com o sacrifício ou o dano de, a expensas de: Realizei meu sonho à custa de muito suor. / Burro só anda à custa de chibatadas. / Ficou rico à custa da desgraça alheia. / Dedicou-se aos doentes à custa da própria saúde. / Não devemos viver à custa dos outros. / “À custa de quem se vestem estes Narcisos e Adônis?” (Camilo Castelo Branco, A queda dum anjo, p. 51).
2. Às custas de. O uso generalizado legitima a variante às custas de, no sentido de a expensas de: João vive às custas do pai. / Ele casou por interesse, vive às custas da mulher, que é rica. / Indivíduos corruptos, eles enriqueceram às custas dos cofres públicos.
* Expensas são gastos, despesas.
O plural custas é usual nas expressões : às tuas custas, às minhas custas: “Ganham, sim, mas não às nossas custas” (Luís Jardim).

Corrija-se! de A a Z – Luiz Antonio Sacconi
À custa de – é a locução correta?
É a locução correta, e não “às custas de”: Ele vive à custa da mulher.

Michaelis Português Fácil – Tira-dúvidas de redação – Douglas Tufano
à custa de
Essa é a forma certa (e não “às custas de”): Ela vice à custa dos pais.

O Português do dia a dia – Prof. Sérgio Nogueira
CUSTA
Segundo a tradição, o correto é à custa de: Ela vivia à custa do pai.

Tira-dúvidas de português – de A a Z – Alpheu Tersariol
Custas
É uma palavra empregada apenas no plural para designar despesas judiciais. Exemplo: O réu pagou as custas do processo.
Atenção: Deve-se dizer, no entanto: à custa de (e não: às custas de): Estuda à custa do pai.

Dicas da Dad – português com humor – Dad Squarisi
[...]
As despesas são feitas à custa do pai ou às custas do pai? (...) Singular ou plural?
A dúvida tira o sossego de (...). Singular: O serviço foi feito a minha custa. Faz concessões à custa da honra. Burro empacado não anda nem à custa de pancadas. (...)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
caratê [Do jap. karate.]
Substantivo masculino.
1. Método de ataque e defesa pessoal difundido pelos japoneses, e que se funda na educação da vontade e num apurado treinamento físico. [Segundo alguns, originou-se na China, mas foi em Okinawa (Japão), onde havia uma forma de combate semelhante baseada em golpes de mãos e de pés, que se aperfeiçoou.] [Cf. caraté.]

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
CARATÊ (ca.ra.tê)
sm.
1 Arte marcial oriental, utilizada como método de ataque e defesa pessoal, em que são us. os pés e as mãos. [Fundamenta-se no controle da vontade.] [F.: Do jap. karate. Cf.: caraté.]

DICIONÁRIO “HOUAISS”
CARATÊ
n substantivo masculino
antiga arte marcial oriental, hoje método de defesa pessoal, em que se usam apenas as mãos e os pés

Volp 5ª Edição 2009
caratê s.m. “luta marcial”; cf. caraté

Acrescentando...
DICIONÁRIO “AURÉLIO”
Carateca [De caratê.]
Substantivo de dois gêneros.
1. Bras. Lutador de caratê.

 DICIONÁRIO “HOUAISS”
CARATECA
n substantivo de dois gêneros
Regionalismo: Brasil.
pessoa que luta caratê

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
CARATECA (ca.ra.te.ca) [é]
s2g.
1. Bras. Esp. Pessoa que luta caratê [F.: Do jap. karateka.]

Volp 5ª Edição 2009
carateca s.2g.

 

 

 

Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
entre
Prep.
1. Diz-se ‘entre uma coisa e outra’. Portanto: Havia, na estante, entre 50 e 60 livros (e não entre 50 a 60 livros). Da mesma forma: A idade dos jogadores variava entre 17 e 19 anos. / Telefone-me entre as 10 e as 12 horas. / A rentabilidade da poupança, no mês, deverá ficar entre 1,5 e 2 por cento.
2. Em frases como as seguintes, entre, anteposto a dois adjetivos, indica meio-termo: O cabelo, entre castanho e louro, caía-lhe graciosamente sobre o colo. / “Carlota anunciou-me hoje, entre alegre e apreensiva, que suspeitava estar grávida”, (Ciro dos Anjos, Abdias, p. 58)

Manual de Redação e Estilo – jornal O Estado de S.Paulo
entre... e
Usa-se e e não a em frases como: Entre 15 e 20 pessoas estavam ali. / Chegará entre as 20 e as 22 horas. / A idade dos candidatos variava entre 18 e 25 anos.

Michaelis – Português Fácil – Tira-dúvidas de Redação – Douglas Tufano
entre 10 e 12 anos
Devemos dizer “entre uma coisa e outra”: Na sala, havia entre 30 e 40 alunos (e não “entre 30 a 40 alunos”) / A idade dos fósseis variava entre 5 e 10 milhões de anos (e não “entre 5 a 10 milhões de anos”) / Ele deverá chegar entre os dias 12 e 15 (e não “entre os dias 12 a 15).
● O uso do “a” é correto quando usamos a preposição “de”: Para fazer o filme, ele procurava crianças de 10 a 12 anos.

CORRIJA-SE! de A a Z – Luiz Antonio Sacconi
entre... e – é a correlação certa?
A preposição que se correlaciona com a preposição entre é e: Foram vacinadas todas as crianças entre 1 e 3 anos de idade. / Foram dolorosos os dias que mediaram entre 20 e 30 de abril.

Não são poucas as vezes em que redatores erram ao grafar a palavra MAUS-TRATOS.

É comum aparecer no seu lugar a forma “maltratos” – inexistente, diga-se de passagem.

MALTRATO existe, mas é uma forma verbal:
“Eu não maltrato os animais”.

O substantivo é composto e escreve-se sempre no plural:
“Fulano foi vítima de maus-tratos”.

Em MAUS-TRATOS, o adjetivo MAUS qualifica o substantivo TRATOS (daí a concordância entre eles). Os dois elementos, adjetivo e substantivo, juntos constituem um substantivo composto.

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
MAUS-TRATOS (maus-tra.tos)
Sm pl.
1 Jur. Crime de submeter alguém, sob sua guarda, a tratamento desumano, trabalhos forçados e/ou privação de alimentos e cuidados. [F.: Do pl. de mau + o pl. de trato.]

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
maus-tratos [Do pl. de mau + o pl. de trato1.]
Substantivo masculino plural.
1. Jur. Crime de quem expõe a perigo a vida ou a saúde de pessoa que se acha sob sua autoridade, guarda ou vigilância, para fins de educação, ensino, tratamento ou custódia, seja privando-a de alimentação ou cuidados indispensáveis, seja impondo-lhe trabalho excessivo ou impróprio, seja abusando de meios corretivos ou disciplinares.

DICIONÁRIO “HOUAISS”
maus-tratos
Acepções
■ substantivo masculino plural
Rubrica: direito penal.
delito de quem submete alguém, sob sua dependência ou guarda, a castigos imoderados, trabalhos excessivos e/ou privação de alimentos e cuidados, pondo-lhe, assim, em risco a vida ou a saúde

Volp 5ª Edição 2009
maus-tratos s.m.pl.

Acrescentando...
Corrija-se! de A a Z
- Luiz Antônio Sacconi
Maus tratos são sevícias, tormento, flagelo, tortura, mau tratamento. Há pais que dão maus tratos aos filhos, não merecendo esse nome.
Maus-tratos é termo jurídico e significa crime cometido por aquele que põe em risco a vida ou saúde de pessoa que está sob sua autoridade, guarda ou vigilância.

Manual de Redação e Estilo - jornal O Globo
maus-tratos
Não "maltrato". Mas existe maltratado, do verbo maltratar.

Dicionário prático de regência nominal – Celso Pedro Luft
MAUS-TRATOS
s.m.
em: Nova arma para “detectar casos de maus-tratos em crianças” (GM 2.12.88, 9).

 

Corrija-se! De A a Z – Luiz Antonio Sacconi
Milhão
É palavra masculina (o milhão, um milhão). Sendo assim, nunca pode haver “duas” milhões de pessoas em lugar nenhum. Muito menos “duzentas” milhões de pessoas. É preciso dizer sempre a verdade: Mais de dois milhões de crianças foram vacinados ontem contra a poliomielite. ● Duzentos milhões de laranjas foram colhidos este ano em Bebedouro (SP). Os que usam “duas” milhões de pessoas não têm coragem de usar “uma” milhão de pessoas. Por que será?

Michaelis: Português Fácil – Tira-dúvidas de redação – Douglas Tufano
MILHÃO, BILHÃO
Essas palavras, geralmente, levam o verbo para o plural: Um milhão de pessoas acompanharam o jogo pela televisão. Mas, se o verbo vier antes de milhão ou bilhão, o verbo concorda com essas palavras e fica no masculino: Foi destinado 1 milhão de dólares para esse projeto (e não “foram destinados”). / Com essa medida, foram beneficiados 3 milhões de pessoas em todo o país (e não “foram beneficiadas”).

 Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
Milhão
S.m.
Quando é sujeito da oração, milhão leva, geralmente, o verbo ao plural: Cerca de um milhão de soldados participaram dessa guerra. / São gastos R$ 1 milhão por ano para a manutenção da escola. / Um milhão e meio de pessoas ficaram desabrigadas. / Meio milhão de refugiados se aproximam da fronteira. / “Dos retirantes que se dirigiram para a Amazônia, atraídos pela miragem do ouro branco, calcula-se que meio milhão foi dizimado pelas epidemias...” (Josué de Castro, Geografia da Fome, p. 238, 11ª Ed). 2. É preferível deixar o verbo no singular quando este precede o sujeito milhão: Foi vendido um milhão de livros. / Foi vendido um milhão e meio de cópias. / Plantou-se um milhão de mudas. 3. Se o sujeito da oração for milhões, o particípio ou o adjetivo podem concordar no masculino, com milhões, ou, por atração, no feminino, com o substantivo feminino plural: Dois milhões de sacas de soja estão ali armazenados (ou armazenadas). / Dezoito milhões de crianças vão ser vacinadas este ano. / Foram colhidos três milhões de sacas de trigo. / Os dois milhões de árvores plantadas estão altas e bonitas. / Os outros cinco milhões de moedas serão cunhados (ou cunhadas) no próximo mês. 4. O artigo e o numeral que antecedem milhão ou milhões deve concordar no masculino: Os dois milhões de árvores plantadas agora recobrem toda a área. / Dos dois milhões de sacas de café, 50% foram vendidas a países europeus.
OBS.: As mesmas regras de concordância se aplicam a bilhão e trilhão.

O Português do dia a dia – Prof. Sérgio Nogueira
Milhão/Milhar
São substantivos masculinos: “Dois milhões de mulheres”, “Acertou no milhar”, “Estes três milhões de crianças”, “Os milhares de meninas”, “Meus milhares ou milhões de fãs”.

Acrescentando...
milhão, milhares, mil
Cuidado com a concordância. Milhão e milhares são palavras masculinas, por isso, aquelas que as modificam também vão para o masculino: A guerra matou dois milhões de pessoas (e não “duas”). / Os milhares de crianças presentes vibraram com o espetáculo (e não “as milhares”). Com a palavra mil, porém, a concordância é feita com aquilo a que ela se refere: Havia na loja dois mil brinquedos. / Foram distribuídas duas mil bolas na grande festa. / Nesse estádio, cabem duzentas mil pessoas.

Manual de Redação e Estilo – jornal O Estado de S.Paulo
Milhão, milhar
1 – São substantivos masculinos e por isso a concordância segue estes exemplos: dois milhões de crianças (e não duas), os milhões de fitas (e não as), os cinco milhões de pessoas, os oito milhões de liras, o milhão de meninas. Igualmente: dois milhares de crianças (e não duas), os milhares de fitas (e não as), os cinco milhares de pessoas, os oito milhares de liras, o milhar de meninas.
2 – A concordância de milhão pode ser com o número, no singular, ou com a coisa expressa, no plural. Prefira a segunda forma: Um milhão de crianças estavam presentes. / Um milhão de casas foram construídas.
3 – Se o verbo estiver antes de milhão ou milhões, porém, a concordância será com estas palavras: Foi construído um milhão de casas. / Foram prejudicados (e não “prejudicadas”) 5 milhões de pessoas. / Existe mais de 1,5 milhão  de desempregados.

Leia a frase:
Ele é aficcionado.

É comum pronunciar a palavra AFICIONADO com um duplo C. Mas a ortografia vigente no país só registra o termo com um C: AFICIONADO.

Numa conversa, não há problema em pronunciar a palavra do jeito como a pessoa quiser (desde, é claro, que o interlocutor entenda e que a situação permita). Na escrita, no entanto, é preciso seguir a ortografia:

Ele é aficionado.

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
AFICIONADO
Adjetivo.
1. Propenso a alguma coisa; entusiasta, afeiçoado.

Substantivo masculino.
2. Amador de um espetáculo, de um esporte, de uma arte etc.: “— Empate! Empate! gritavam os aficionados ao longo da cancha por onde passava a parelha veloz, compassada como numa colhera.” (Simões Lopes Neto, Contos Gauchescos e Lendas do Sul, p. 330.)

DICIONÁRIO “HOUAISS”
AFICIONADO
n adjetivo e substantivo masculino
1 que ou o que tem propensão para determinada atividade (artística, p.ex.); amador
2 que ou o que é afeiçoado, entusiasta, simpatizante de
Exs.: um colecionador a. de tampinhas de cerveja
os a. do automobilismo

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
AFICIONADO (a.fi.ci:o.na.do)
a.
1. Que gosta muito de alguma coisa (esporte, arte, ciência etc.). 2. Que se dedica como amador a alguma atividade, ger. esportiva, científica ou artística.

sm.
3. Pessoa aficionada. [F.: Part. de aficionar.]

Volp 5ª Edição 2009
aficionado adj. s.m.

Reforçando...
Corrija-se! de A a Z
- Luiz Antônio Sacconi
aficionado - palavra perigosa?
Muito perigosa! Note: com apenas um c e se usa com a (de preferência) ou com de: Ser torcedor aficionado ao (ou do) Palmeiras. / Os aficionados ao (ou do) automobilismo.

Dicionário de dificuldades da língua portuguesa - Domingos Paschoal Cegalla
aficionado [Do espanhol aficionado.] Amador de um esporte, de uma arte; apaixonado, fã. Grafa-se e pronuncia-se aficionado e não aficcionado.

Manual de Redação e Estilo  - jornal O Estado de S.Paulo
aficionado, Um c só.

 

 

 

Observe:
“(...) para às 17 horas”.

PARA AS
Sem crase.

Correção:
Para as 17 horas.

Reforçando...
DICIONÁRIO DE DIFICULDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA – Domingos Paschoal Cegalla
para as 12 horas
Assim, sem acento gráfico indicador de crase. Apronte o almoço para as 12 horas. Faltavam dez minutos para as 8 horas. ] A preposição para não pode criar a crase. Esta só ocorre com a preposição a. Nos exemplos dados, as é simples artigo, e artigo não se acentua.

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
BUMBA MEU BOI De bumbar + meu + boi.]
Substantivo masculino de dois números.
1. Bras. Folcl. Bailado popular cômico-dramático, organizado em cortejo, com personagens humanos (Pai Francisco, Mateus, Bastião, Arlequim, Catirina, Capitão-Boca-Mole etc.), animais (o Boi, a Ema, a Cobra, o Cavalo-Marinho etc.) e fantásticos (a Caipora, o Diabo, o Morto carregando o vivo, o Babau, o Jaraguá etc.), cujas peripécias giram em torno da morte e ressurreição do boi. [Sin.: boi, boi-bumbá, boi-calemba, boi-calumba, boi de mamão, boi de melão, boi-melão, boi de reis, boi-pintadinho, boi-surubi(m), boizinho, bumba2, bumba-boi, cavalo-marinho, rei de boi, reis de boi, reisado cearense.]

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
BUMBA MEU BOI (bum.ba meu boi)
sm2n.
1 Bras. Folc. Dança cômico-dramática sobre a morte e ressurreição de um boi, popular em quase todo o Brasil, esp. no Norte e Nordeste [Sin. nesta acp.: boi-bumbá; boi-calemba; boi-calumba; boi de mamão; boi de melão; boi-melão; boi de reis; boi-pintadinho; boi-surubim; boizinho; bumba; bumba-boi; cavalo-marinho; rei de boi; reis de boi.0] 2 PA Panelão us. para cozinhar para uma grande quantidade de pessoas.

DICIONÁRIO “HOUAISS”
BUMBA1
n interjeição
1 m.q. 1bum ('palavra que reproduz ruído forte')
2 palavra imitativa de uma batida rápida ou de uma ação rápida e decidida; zás

n substantivo masculino
Regionalismo: Pernambuco (Recife).
m.q. bumba meu boi

Volp 5ª Edição (2009)
bumba meu boi  s.m.2n

Acrescentando...
DICIONÁRIO “AURÉLIO”
BUMBA-BOI [De bumbar + boi.]
Substantivo masculino.
1. Bras. MA Folcl. V. bumba meu boi (1). [Pl.: bumba-bois.] 

DICIONÁRIO “HOUAISS”
BUMBA-BOI
n substantivo masculino
Rubrica: dança, etnografia, música. Regionalismo: Maranhão.
m.q. bumba meu boi

Volp 5ª Edição 2009
bumba-boi
s.m.2n.

Leia a frase:
Os preços dos novos carros estão 39% mais baratos que (...)”.

Nem CARO nem BARATO. Preço só pode ser ALTO ou BAIXO. Consideramos “caro” aquilo que tem preço alto e “barato” aquilo que tem preço baixo.

Por esse motivo, são inadequadas, embora relativamente comuns, construções como “preço caro” ou “preço barato”.

O PREÇO de uma mercadoria pode, portanto, ser ALTO ou BAIXO. A mercadoria em si é que pode ser CARA ou BARATA.

Assim: “Usava roupas caras, mas seus sapatos eram baratos”.

O mesmo vale para a palavra CUSTO quando sinônimo de PREÇO.

Assim: “Suas atitudes impensadas tiveram um custo alto”.

Com os verbos, entretanto, empregam-se os advérbios “caro” e “barato”.

Assim: “Custaram-lhe caro suas atitudes impensadas”, “Cobraram caro pelo serviço”.

Observe que os advérbios (“caro” e “barato”) são invariáveis.

Eis a frase corrigida:
Os preços dos novos carros estão 39% mais baixos que (...).

Reforçando...
Português Fácil - Michaelis
Caro, Barato
Acompanhando um verbo, essas palavras são invariáveis: Os brinquedos custam caro (e não “caros”) / Esses livros estão custando barato (e não “baratos”) / Essas camisas custam 20% mais barato do que aquelas (e não “20% mais baratas”) / Ele vendeu caro a derrota (e não “cara”). Quando acompanham um substantivo, concordam normalmente com ele: Encontrei uma calça barata / Ele me mostrou alguns paletós caros / Havia frutas caras na feira. ■ O que é caro ou barato é o produto, não o preço, que pode ser alto ou baixo. Por isso, diga: preços altos (e não “preços caros”), preços baixos (e não “preços baratos”).

Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
Barato, Caro
É impropriedade de linguagem dizer preço barato, preço caro. Os produtos, as mercadorias, os serviços é que são baratos ou caros: artigos baratos, roupas caras, consulta cara, livro barato. / As tarifas de luz estão mais caras. Quanto aos preços, diremos que são baixos ou módicos, altos ou exorbitantes, extorsivos ou abusivos.

Barato e caro, quando empregados como advérbios, permanecem invariáveis: Vende-se barato esta fazenda. / Comprou caro os seus móveis. / A partir de amanhã, a gasolina custará mais caro. / No atacado, estes produtos custam 30% mais barato. / Ele pagou caro pelos seus erros. / “Caro pagareis a audácia”. (Mário Barreto, Novos Estudos, p. 264).

Manual de Redação e Estilo – “O Estado de S.Paulo”
Caro
1 – Caro já significa de preço elevado. Dessa forma, “preço caro” constitui redundância. Escreva: O pão está caro. / Artigos caros. O preço pode ser alto, elevado, exagerado, excessivo etc. 2 – Quando adjetivo, varia: Comprou roupas caras. / Só frequenta lugares caros. / Estas frutas são caras. 3 – Como advérbio (equivale a de modo caro), permanece invariável: Comprei caro estas frutas. / Vendeu caro as duas casas. / Pagou caro aqueles desaforos. / As bebidas custam 25% mais caro  partir de amanhã.

Barato
1 – Barato já encerra ideia de preço. Dessa forma, preço barato é redundância. Escreva livro barato, produtos baratos. Para preço, use baixo, mínimo, reduzido, insignificante etc. 2 – Como adjetivo, a palavra varia: Comprou roupas baratas. / Pôs anúncio procurando uma casa barata / Só frequenta lugares baratos. 3 – Como advérbio, permanece invariável: Comprei barato estas frutas. / Até que saíram barato tamanhos desaforos. / As frutas custam 10% mais barato (e não mais baratas) a partir de amanhã.

 

1

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
TÍQUETE [Do ingl. ticket, ‘bilhete’.]
Substantivo masculino.
1. V. cupom (1).
2. Cupom, recebido por assalariado como parte de sua remuneração, us. para compras de alimentos (tíquete-alimentação), ou para pagamento de despesas em restaurantes (tíquete-restaurante) ou passagens (tíquete-passagem).

TÍQUETE-ALIMENTAÇÃO
Substantivo masculino.
1. V. tíquete (2). [Pl.: tíquetes-alimentação.]

DICIONÁRIO “HOUAISS"
TÍQUETE
n substantivo masculino
bilhete ou cupom, de papel, matéria plástica ou impressão, que dá direito a um serviço qualquer, como um ingresso, passagens, refeições etc.
Exs.: t. de bonde / t. para a ópera

ing. ticket ‘certificado, passe, pedaço de papel, pano ou outro material afixado num objeto para identificá-lo, protocolo’

TÍQUETE-ALIMENTAÇÃO
n substantivo masculino
1 cada um dos bilhetes de um bloco que dá direito a uma compra de gêneros alimentícios ou a uma refeição, e que é fornecido pelo patrão a seus trabalhadores
2 Derivação: por metonímia.
o bloco que contém esses talões
pl. tíquetes-alimentação

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
TÍQUETE (.que.te)
sm.
Bilhete de papel, cartão ou plástico que dá acesso a serviços vários, como meio de transporte, refeição, ingresso em cinema, teatro, estádio etc.; CUPOM; VALE [F.: Do ing. ticket.]

Volp 5ª Edição 2009
tíquete-alimentação s.m.; pl. tíquetes-alimentação