DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
MÉDICO-VETERINÁRIO
adj. || que diz respeito à medicina veterinária.

DICIONÁRIO “HOUAISS”
MÉDICO-VETERINÁRIO
Acepções
■ adjetivo
1 relativo a medicina veterinária

■ substantivo masculino
2 especialista em medicina veterinária

Gramática
a) como subst., fem.: médica-veterinária; pl.: médicos-veterinários;
b) como adj., fem.: médico-veterinária; pl.: médico-veterinários

Volp 5ª Edição 2009
médico-veterinário s.m.; pl. médico-veterinários e médicos-veterinários

Observe:
“Segundo informações da Caixa Econômica Federal, 343 bilhetes acertaram a quina e devem receber R$ 10.298,59 cada. Outros 20.451 bilhetes acertaram quatro dezenas (quadra) e levarão R$ 172,08 cada”.

O pronome indefinido CADA sempre funciona como adjetivo, ou seja, jamais deve aparecer “sozinho”. Assim: “Cada macaco no seu galho”. Na ausência de um substantivo que o acompanhe, é preciso usar outro pronome que tenha valor de substantivo (“cada um”, “cada uma”, “cada qual”).

Veja, abaixo, o texto corrigido:
Segundo informações da Caixa Econômica Federal, 343 bilhetes acertaram a quina e devem receber R$ 10.298,59 cada um. Outros 20.451 bilhetes acertaram quatro dezenas (quadra) e levarão R$ 172,08 cada um.

Acrescentando...
Dicionário de Erros Correntes da Língua Portuguesa – João Bosco Medeiros e Adilson Gobb
cada – Não deve aparecer o pronome isoladamente; Os livros custaram R$ 130 cada um.

1001 Dúvidas de Português – José de Nicola e Ernane Terra
CADA
O pronome indefinido cada não deve ser utilizado desacompanhado de substantivo ou numeral, portanto é incorreto dizer: Os livros custaram vinte reais cada, Vendia frango a dois reais cada. Corrija-se para:
Os livros custaram vinte reais cada um.
Vendia frango a dois reais cada quilo.

Michaelis Português Fácil – Tira-dúvidas de redação – Douglas Tufano
cada um, cada uma
Quando não acompanha um substantivo, o pronome indefinido CADA deve ser seguido de UM ou UMA: Esses livros custam cinco reais cada um. / Essas mercadorias estão sendo vendidas por dez reais cada uma. ♦ Embora venha generalizando-se o uso sozinho de CADA, a norma culta recomenda que se diga CADA UM ou CADA UMA.

Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
cada
Pronome indefinido distributivo.
1. Pode referir-se à unidade num grupo de seres ou a um conjunto deles: Cada animal estava em sua jaula. / Em cada cem homens, dois eram analfabetos.
2. No segundo caso, o verbo concorda no plural: Cada três livros custavam 60 reais.
3. Emprega-se cada um(a), e não simplesmente cada, em frases como: Os livros custaram 50 reais cada um. / As máquinas custam mil dólares cada uma. / Os ingressos eram vendidos a 40 reais cada um (e não a 40 reais cada).
(...)

Manual de Redação e Estilo – jornal O Estado de S.Paulo
Cada
1 – Acompanha um substantivo, outro pronome ou numeral e, no uso correto, indica diversidade de ação: Usa cada dia (um dia um, outro dia outro) um terno diferente. / Cada jornalista tem seu estilo. / Cada macaco no seu galho.
2 – Se a ação for a mesma, deve-se usar todo: Faz a barba todo dia (em vez de cada dia). / Estuda inglês todo dia (e não cada dia). / Muda de casa todo ano (e não cada ano).
3 – Não pode ser usado antes de plural (cada férias, cada óculos, cada núpcias), mas apenas antes de numeral: cada três dúzias, cada seis pessoas, cada 30 dias. Concordância, neste caso: Cada três dúzias custam... / Cada seis pessoas vão... / Cada 30 dias representam...
4 – Pode combinar-se com qual e um, quando falta o substantivo: Cada qual sabe o que fazer. / Venha cada qual com seu par./ Cada um herdará duas casas. / Veja se cada uma sabe como agir.
5 – Cada um é também a forma correta nas referências a valores expressos anteriormente: As blusas custam 40 reais cada uma (e não 40 reais cada). / Vendia livros a 30 reais cada um (e não a 30 reais cada).
6 – Não se usa cada um, porém, antes de substantivos que indicam valor ou medida: Cada hora (e não cada uma hora), cada real (e não cada um real), cada quilômetro, cada quilo, cada ano etc. A razão: cada já encerra a idéia de unidade.

 

DICIONÁRIO "AURÉLIO"
Aterrissar [Do fr. atterrisser.]
Verbo intransitivo. Bras. Gal.
1. Pousar em terra (aeronave); aterrizar, aterrar.
2. Descer a terra; aterrizar, aterrar. [Aterrar, melhor f., é p. us. no Brasil.]

Aterrissagem [Do fr. atterrissage.]
Substantivo feminino.
1. Bras. Gal. Ato de aterrissar; aterragem, aterrizagem. [Aterragem, melhor f., é p. us. no Brasil.]

Aterrizar [De a-2 + terra + -izar.]
Verbo intransitivo.
1. Bras. V. aterrissar.

Aterrizagem [De aterrizar + -agem2.]
Substantivo feminino.
1. V. aterrissagem.

DICIONÁRIO "CALDAS AULETE"
ATERRISSAR (a.ter.ris.sar)
v.
1 Levar ou ir ao solo (ger. uma aeronave ou quem nela estiver), encerrando o voo; ATERRAR; POUSAR [td.: O piloto aterrissou o avião suavemente.] [int.: Depois de três horas de viagem, aterrissamos (em Brasí­lia).] 2 Pop. Fig. Chegar repentinamente em. [ta.: Dezenas de pedidos aterrissaram na mesa do prefeito.] [F.: Voc. deduzido de aterrissagem (< fr. atterrissage < vfr. aterrir + -age). Sin. ger.: aterrizar.]

ATERRISSAGEM (a.ter.ris. sa. gem)
sf.
1 Aer. Ação ou resultado de aterrissar, de pousar em terra; ATERRAGEM; POUSO; ATERRIZAGEM [Pl.: -gens.] [F.: Do fr. atterrissage (do v.fr. aterrir + -age, seg. a morfologia fr.); ver -agem2.]

ATERRIZAR (a. ter.ri.zar)
v.td. int.
1 O mesmo que aterrissar. [F.: a-2 + terra + -izar.]

ATERRIZAGEM (a.ter.ri.za.gem)
sf.
1 O mesmo que aterrissagem [Pl.: -gens] [F.: aterrizar + -agem2.]

DICIONÁRIO "HOUAISS"
ATERRISSAR
verbo
Regionalismo: Brasil.
intransitivo
1 Rubrica: termo aeronáutico.
m.q. 2aterrar ('descer ou pousar')

intransitivo
2 Derivação: por extensão de sentido. Uso: informal.
descer, pousar (em qualquer lugar)
Ex.: o homem ainda vai a. em Marte

intransitivo
3 Derivação: sentido figurado. Uso: informal, jocoso.
chegar a (lugar)
Ex.: procurava um bom hotel, mas aterrissou numa espelunca

intransitivo
4 Uso: informal, jocoso.
cair estendido, sobre qualquer coisa, após queda ou tombo
Exs.: tropeçou na pedra e aterrissou na calçada
caiu da janela e aterrissou em cima da árvore

ATERRISSAGEM
substantivo feminino
m.q. aterragem ('ação')

ATERRIZAR
verbo
Regionalismo: Brasil.
intransitivo
m.q. aterrissar

Volp 5a. Edição 2009
aterrissar v.
aterrissagem s.f.
aterrizar v.

* "aterrissagem" - não há registro no Volp. 

Acrescentando...
Dicionário de dificuldades da lí­ngua portuguesa - Domingos Paschoal Cegalla
Aterrissar: V.i. Veja aterrar1 , item 2.

Aterrar1. [De a+terra+ar.] 1. Encher de terra: Aterraram o pântano. 2. Descer à  terra, pousas (a aeronave), aterrissar: O avião aterrou no Recife às 12 horas. / "Procurava distrair-se, vendo os aviões que decolavam ou aterravam" (Érico Verí­ssimo, O senhor embaixador, p. 273.)

Manual de Redação e Estilo - O Estado de S.Paulo
Aterrissar. 1 - Com dois ss. Use também pousar e descer. 2 - Evite os modismos aterrissar na mesa de alguém, aterrissar no Congresso, aterrissar no Planalto, etc. 3 - Para pouso na Lua, use os termos alunissar e alunissagem.

Corrija-se! de A a Z - Luiz Antonio Sacconi
aterrar e aterrissar -  qual é a correta?
As duas são formas corretas, na acepção de pousar. A primeira é legitimamente portuguesa (a+terra+ar); a segunda é um galicismo que vingou. Os substantivos correspondentes são, respectivamente, aterragem e aterrissagem.

Vinícius de Moraes , ao compor a letra  de Samba do avião, usou com muita propriedade aterrar, mas alguém (que não poeta, naturalmente) pensou, com pesar, que aterrar poderia ser confundido com aterrorizar. E, ao cantar a canção, mudou para pousar. O sentido é o mesmo, porque avião que aterra, pousa, mas a música perdeu muito, não só em originalidade, mas também em beleza.

Há dicionaristas que registram "aterrizar", mas incompreensivelmente não registram "aterrizagem". Por que, ninguém sabe.

Manual de Redação e Estilo- O Globo
Aterrisagem - Galicismo, mas de uso generalizado. Pode-se escrever também aterragem. Errado: "aterrisagem".

1001 dúvidas de português -  José de Nicola e Ernane Terra
ATERRISSAR
Note a grafia dessas palavras: aterrissar, aterrissagem. Da mesma forma devemos grafar: amerissar ("pousar na água"), amerissagem, alunissar, alunissagem.

 

 

 

A locução ÀS CUSTAS DE é cada vez mais usada, principalmente na língua falada. Dois pontos comprovam essa tendência:
1) o número de registros escritos com a expressão;
2) a locução começa a ser aceita por alguns dicionários.

A maioria dos registros sobre o assunto, no entanto, ainda recomenda a forma À CUSTA DE.

É o caso do dicionário Michaelis e do Aurélio, de onde extraio dois exemplos:
a) “Faz concessões à custa da honra”.
b) “Obteve o poder à custa de traições”.

Parece haver resistência por parte de alguns gramáticos quanto ao uso da construção no plural. Na dúvida, utilize no singular: À CUSTA DE.

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
Custa [De custo.]
Substantivo feminino.
1. Ant. Dispêndio, despesa.
2. Custo, expensas: O serviço foi feito a minha custa. ~ V. custas.

À custa da barba longa. 1. Sem trabalhar; à custa do pai.
À custa de. 1. Com sacrifício, dano, ou prejuízo de:  Faz concessões à custa da honra. 2. Com o emprego, a prática ou o auxílio de; à força de, a poder de: Aquele burro só anda à custa de pancadas; Obteve o poder à custa de traições. 3. Com recursos ou dinheiro de; a expensas de:  Vive à custa do sogro.
À custa do pai. 1. À custa da barba longa (q. v.)

Custas [Pl. de custa.]
Substantivo feminino plural.
1. Despesas feitas em processo judicial. ~ V. custa.

DICIONÁRIO “HOUAISS”
CUSTA
n substantivo feminino
Diacronismo: antigo.
1 despesa, dispêndio, gasto com alguma coisa
Ex.: o soberano fez muita c.

CUSTAS
n substantivo feminino plural
Rubrica: direito processual.
2 despesas previstas em lei e devidas pela formação de atos judiciais

DICIONÁRUIO “AULETE”
CUSTA (cus.ta)
sf.
1. P.us. Despesa, gasto, dispêndio; EXPENSAS [F.: Dev. de custar.]

À custa da barba longa
1 Sem trabalhar; à custa do pai.

À(s) custa(s) de
1 Ao preço de, com o sacrifício de: Dedicou-se à família, à custa de sua carreira.
2 Graças a, por meio de: Passou de ano, à custa de muito esforço.
3 A expensas de: Sustenta a família à custa do irmão.

À custa do pai
1 Ver À custa da barba longa.

CUSTAS (cus.tas)
sfpl.
1. Jur. Despesas, previstas em lei, ref. a processo judicial.: Foi o pai quem lhe pagou as custas da ação. [F.: Dev. de custar.]

Acrescentando...
Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
à custa de, às custas de
À custa de. Significa à força de, a poder de, com o emprego de, com o sacrifício ou o dano de, a expensas de: Realizei meu sonho à custa de muito suor. / Burro só anda à custa de chibatadas. / Ficou rico à custa da desgraça alheia. / Dedicou-se aos doentes à custa da própria saúde. / Não devemos viver à custa dos outros. / “À custa de quem se vestem estes Narcisos e Adônis?” (Camilo Castelo Branco, A queda dum anjo, p. 51).
2. Às custas de. O uso generalizado legitima a variante às custas de, no sentido de a expensas de: João vive às custas do pai. / Ele casou por interesse, vive às custas da mulher, que é rica. / Indivíduos corruptos, eles enriqueceram às custas dos cofres públicos.
* Expensas são gastos, despesas.
O plural custas é usual nas expressões : às tuas custas, às minhas custas: “Ganham, sim, mas não às nossas custas” (Luís Jardim).

Corrija-se! de A a Z – Luiz Antonio Sacconi
À custa de – é a locução correta?
É a locução correta, e não “às custas de”: Ele vive à custa da mulher.

Michaelis Português Fácil – Tira-dúvidas de redação – Douglas Tufano
à custa de
Essa é a forma certa (e não “às custas de”): Ela vice à custa dos pais.

O Português do dia a dia – Prof. Sérgio Nogueira
CUSTA
Segundo a tradição, o correto é à custa de: Ela vivia à custa do pai.

Tira-dúvidas de português – de A a Z – Alpheu Tersariol
Custas
É uma palavra empregada apenas no plural para designar despesas judiciais. Exemplo: O réu pagou as custas do processo.
Atenção: Deve-se dizer, no entanto: à custa de (e não: às custas de): Estuda à custa do pai.

Dicas da Dad – português com humor – Dad Squarisi
[...]
As despesas são feitas à custa do pai ou às custas do pai? (...) Singular ou plural?
A dúvida tira o sossego de (...). Singular: O serviço foi feito a minha custa. Faz concessões à custa da honra. Burro empacado não anda nem à custa de pancadas. (...)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
caratê [Do jap. karate.]
Substantivo masculino.
1. Método de ataque e defesa pessoal difundido pelos japoneses, e que se funda na educação da vontade e num apurado treinamento físico. [Segundo alguns, originou-se na China, mas foi em Okinawa (Japão), onde havia uma forma de combate semelhante baseada em golpes de mãos e de pés, que se aperfeiçoou.] [Cf. caraté.]

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
CARATÊ (ca.ra.tê)
sm.
1 Arte marcial oriental, utilizada como método de ataque e defesa pessoal, em que são us. os pés e as mãos. [Fundamenta-se no controle da vontade.] [F.: Do jap. karate. Cf.: caraté.]

DICIONÁRIO “HOUAISS”
CARATÊ
n substantivo masculino
antiga arte marcial oriental, hoje método de defesa pessoal, em que se usam apenas as mãos e os pés

Volp 5ª Edição 2009
caratê s.m. “luta marcial”; cf. caraté

Acrescentando...
DICIONÁRIO “AURÉLIO”
Carateca [De caratê.]
Substantivo de dois gêneros.
1. Bras. Lutador de caratê.

 DICIONÁRIO “HOUAISS”
CARATECA
n substantivo de dois gêneros
Regionalismo: Brasil.
pessoa que luta caratê

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
CARATECA (ca.ra.te.ca) [é]
s2g.
1. Bras. Esp. Pessoa que luta caratê [F.: Do jap. karateka.]

Volp 5ª Edição 2009
carateca s.2g.

 

 

 

Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
entre
Prep.
1. Diz-se ‘entre uma coisa e outra’. Portanto: Havia, na estante, entre 50 e 60 livros (e não entre 50 a 60 livros). Da mesma forma: A idade dos jogadores variava entre 17 e 19 anos. / Telefone-me entre as 10 e as 12 horas. / A rentabilidade da poupança, no mês, deverá ficar entre 1,5 e 2 por cento.
2. Em frases como as seguintes, entre, anteposto a dois adjetivos, indica meio-termo: O cabelo, entre castanho e louro, caía-lhe graciosamente sobre o colo. / “Carlota anunciou-me hoje, entre alegre e apreensiva, que suspeitava estar grávida”, (Ciro dos Anjos, Abdias, p. 58)

Manual de Redação e Estilo – jornal O Estado de S.Paulo
entre... e
Usa-se e e não a em frases como: Entre 15 e 20 pessoas estavam ali. / Chegará entre as 20 e as 22 horas. / A idade dos candidatos variava entre 18 e 25 anos.

Michaelis – Português Fácil – Tira-dúvidas de Redação – Douglas Tufano
entre 10 e 12 anos
Devemos dizer “entre uma coisa e outra”: Na sala, havia entre 30 e 40 alunos (e não “entre 30 a 40 alunos”) / A idade dos fósseis variava entre 5 e 10 milhões de anos (e não “entre 5 a 10 milhões de anos”) / Ele deverá chegar entre os dias 12 e 15 (e não “entre os dias 12 a 15).
● O uso do “a” é correto quando usamos a preposição “de”: Para fazer o filme, ele procurava crianças de 10 a 12 anos.

CORRIJA-SE! de A a Z – Luiz Antonio Sacconi
entre... e – é a correlação certa?
A preposição que se correlaciona com a preposição entre é e: Foram vacinadas todas as crianças entre 1 e 3 anos de idade. / Foram dolorosos os dias que mediaram entre 20 e 30 de abril.