Saltar para o conteúdo

14

Observe:
“(...) para às 17 horas”.

PARA AS
Sem crase.

Correção:
Para as 17 horas.

Reforçando...
DICIONÁRIO DE DIFICULDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA – Domingos Paschoal Cegalla
para as 12 horas
Assim, sem acento gráfico indicador de crase. Apronte o almoço para as 12 horas. Faltavam dez minutos para as 8 horas. ] A preposição para não pode criar a crase. Esta só ocorre com a preposição a. Nos exemplos dados, as é simples artigo, e artigo não se acentua.

13

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
BUMBA MEU BOI De bumbar + meu + boi.]
Substantivo masculino de dois números.
1. Bras. Folcl. Bailado popular cômico-dramático, organizado em cortejo, com personagens humanos (Pai Francisco, Mateus, Bastião, Arlequim, Catirina, Capitão-Boca-Mole etc.), animais (o Boi, a Ema, a Cobra, o Cavalo-Marinho etc.) e fantásticos (a Caipora, o Diabo, o Morto carregando o vivo, o Babau, o Jaraguá etc.), cujas peripécias giram em torno da morte e ressurreição do boi. [Sin.: boi, boi-bumbá, boi-calemba, boi-calumba, boi de mamão, boi de melão, boi-melão, boi de reis, boi-pintadinho, boi-surubi(m), boizinho, bumba2, bumba-boi, cavalo-marinho, rei de boi, reis de boi, reisado cearense.]

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
BUMBA MEU BOI (bum.ba meu boi)
sm2n.
1 Bras. Folc. Dança cômico-dramática sobre a morte e ressurreição de um boi, popular em quase todo o Brasil, esp. no Norte e Nordeste [Sin. nesta acp.: boi-bumbá; boi-calemba; boi-calumba; boi de mamão; boi de melão; boi-melão; boi de reis; boi-pintadinho; boi-surubim; boizinho; bumba; bumba-boi; cavalo-marinho; rei de boi; reis de boi.0] 2 PA Panelão us. para cozinhar para uma grande quantidade de pessoas.

DICIONÁRIO “HOUAISS”
BUMBA1
n interjeição
1 m.q. 1bum ('palavra que reproduz ruído forte')
2 palavra imitativa de uma batida rápida ou de uma ação rápida e decidida; zás

n substantivo masculino
Regionalismo: Pernambuco (Recife).
m.q. bumba meu boi

Volp 5ª Edição (2009)
bumba meu boi  s.m.2n

Acrescentando...
DICIONÁRIO “AURÉLIO”
BUMBA-BOI [De bumbar + boi.]
Substantivo masculino.
1. Bras. MA Folcl. V. bumba meu boi (1). [Pl.: bumba-bois.] 

DICIONÁRIO “HOUAISS”
BUMBA-BOI
n substantivo masculino
Rubrica: dança, etnografia, música. Regionalismo: Maranhão.
m.q. bumba meu boi

Volp 5ª Edição 2009
bumba-boi
s.m.2n.

55

Leia a frase:
Os preços dos novos carros estão 39% mais baratos que (...)”.

Nem CARO nem BARATO. Preço só pode ser ALTO ou BAIXO. Consideramos “caro” aquilo que tem preço alto e “barato” aquilo que tem preço baixo.

Por esse motivo, são inadequadas, embora relativamente comuns, construções como “preço caro” ou “preço barato”.

O PREÇO de uma mercadoria pode, portanto, ser ALTO ou BAIXO. A mercadoria em si é que pode ser CARA ou BARATA.

Assim: “Usava roupas caras, mas seus sapatos eram baratos”.

O mesmo vale para a palavra CUSTO quando sinônimo de PREÇO.

Assim: “Suas atitudes impensadas tiveram um custo alto”.

Com os verbos, entretanto, empregam-se os advérbios “caro” e “barato”.

Assim: “Custaram-lhe caro suas atitudes impensadas”, “Cobraram caro pelo serviço”.

Observe que os advérbios (“caro” e “barato”) são invariáveis.

Eis a frase corrigida:
Os preços dos novos carros estão 39% mais baixos que (...).

Reforçando...
Português Fácil - Michaelis
Caro, Barato
Acompanhando um verbo, essas palavras são invariáveis: Os brinquedos custam caro (e não “caros”) / Esses livros estão custando barato (e não “baratos”) / Essas camisas custam 20% mais barato do que aquelas (e não “20% mais baratas”) / Ele vendeu caro a derrota (e não “cara”). Quando acompanham um substantivo, concordam normalmente com ele: Encontrei uma calça barata / Ele me mostrou alguns paletós caros / Havia frutas caras na feira. ■ O que é caro ou barato é o produto, não o preço, que pode ser alto ou baixo. Por isso, diga: preços altos (e não “preços caros”), preços baixos (e não “preços baratos”).

Dicionário de dificuldades da língua portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla
Barato, Caro
É impropriedade de linguagem dizer preço barato, preço caro. Os produtos, as mercadorias, os serviços é que são baratos ou caros: artigos baratos, roupas caras, consulta cara, livro barato. / As tarifas de luz estão mais caras. Quanto aos preços, diremos que são baixos ou módicos, altos ou exorbitantes, extorsivos ou abusivos.

Barato e caro, quando empregados como advérbios, permanecem invariáveis: Vende-se barato esta fazenda. / Comprou caro os seus móveis. / A partir de amanhã, a gasolina custará mais caro. / No atacado, estes produtos custam 30% mais barato. / Ele pagou caro pelos seus erros. / “Caro pagareis a audácia”. (Mário Barreto, Novos Estudos, p. 264).

Manual de Redação e Estilo – “O Estado de S.Paulo”
Caro
1 – Caro já significa de preço elevado. Dessa forma, “preço caro” constitui redundância. Escreva: O pão está caro. / Artigos caros. O preço pode ser alto, elevado, exagerado, excessivo etc. 2 – Quando adjetivo, varia: Comprou roupas caras. / Só frequenta lugares caros. / Estas frutas são caras. 3 – Como advérbio (equivale a de modo caro), permanece invariável: Comprei caro estas frutas. / Vendeu caro as duas casas. / Pagou caro aqueles desaforos. / As bebidas custam 25% mais caro  partir de amanhã.

Barato
1 – Barato já encerra ideia de preço. Dessa forma, preço barato é redundância. Escreva livro barato, produtos baratos. Para preço, use baixo, mínimo, reduzido, insignificante etc. 2 – Como adjetivo, a palavra varia: Comprou roupas baratas. / Pôs anúncio procurando uma casa barata / Só frequenta lugares baratos. 3 – Como advérbio, permanece invariável: Comprei barato estas frutas. / Até que saíram barato tamanhos desaforos. / As frutas custam 10% mais barato (e não mais baratas) a partir de amanhã.

 

105

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
TÍQUETE [Do ingl. ticket, ‘bilhete’.]
Substantivo masculino.
1. V. cupom (1).
2. Cupom, recebido por assalariado como parte de sua remuneração, us. para compras de alimentos (tíquete-alimentação), ou para pagamento de despesas em restaurantes (tíquete-restaurante) ou passagens (tíquete-passagem).

TÍQUETE-ALIMENTAÇÃO
Substantivo masculino.
1. V. tíquete (2). [Pl.: tíquetes-alimentação.]

DICIONÁRIO “HOUAISS"
TÍQUETE
n substantivo masculino
bilhete ou cupom, de papel, matéria plástica ou impressão, que dá direito a um serviço qualquer, como um ingresso, passagens, refeições etc.
Exs.: t. de bonde / t. para a ópera

ing. ticket ‘certificado, passe, pedaço de papel, pano ou outro material afixado num objeto para identificá-lo, protocolo’

TÍQUETE-ALIMENTAÇÃO
n substantivo masculino
1 cada um dos bilhetes de um bloco que dá direito a uma compra de gêneros alimentícios ou a uma refeição, e que é fornecido pelo patrão a seus trabalhadores
2 Derivação: por metonímia.
o bloco que contém esses talões
pl. tíquetes-alimentação

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
TÍQUETE (.que.te)
sm.
Bilhete de papel, cartão ou plástico que dá acesso a serviços vários, como meio de transporte, refeição, ingresso em cinema, teatro, estádio etc.; CUPOM; VALE [F.: Do ing. ticket.]

Volp 5ª Edição 2009
tíquete-alimentação s.m.; pl. tíquetes-alimentação

7

São vários os substantivos que oferecem dúvida quanto ao gênero. É bom ficar atento ao gênero da palavra MASCOTE, que, de origem francesa, é feminina.

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
Mascote [Do fr. mascotte.]
Substantivo feminino.
1. Pessoa, animal ou coisa a que se atribui o dom de dar sorte, de trazer felicidade: “mascotes, muitas vezes de bicho, revelando procedência totêmica, ou de bruxas,... são comuns e agora de uso nos automóveis.” (Renato Almeida, Inteligência do Folclore, p. 44). 2. Animal ou objeto de particular estimação de uma pessoa ou de um grupo. 3. Bot. Planta da família das cucurbitáceas (Gurania malacophylla).

DICIONÁRIO “HOUAISS”
MASCOTE
Acepções
■ substantivo feminino
1 pessoa, animal ou coisa que se considera como capaz de proporcionar sorte, felicidade 2 pessoa ou animal de estimação Ex.: uma cadelinha branca era a m. do regimento 3 Rubrica: angiospermas. Trepadeira (Gurania malacophylla) da fam. das cucurbitáceas, nativa da Amazônia, de folhas ovais e flores avermelhadas em glomérulos globosos, cultivada como ornamental

Etimologia fr. mascotte (1867) 'pessoa, animal ou coisa que se considera trazer boa sorte', do provç. mascoto 'sortilégio', der. de masco 'feiticeira'; ver mascar-

 Homônimos mascote (fl. mascotar)

DICIONÁRIO DE USOS DO PORTUGUÊS DO BRASIL – Francisco S. Borba
MASCOTE
Nf pessoa, animal ou coisa que, segundo a crença, traz sorte ou felicidade; amuleto: São chinelos, cofrezinhos de madeira, [...] bonecas, mascotes, imagens de São Damião e São Cosme (MRF); ele invadiu a jaula de um tigre chamado “Michael” – espécie de mascote do Campus da Universidade Estadual (PLA)

 DICIONÁRIO ESCOLAR DA LÍNGUA PORTUGUESA – Academia Brasileira de Letras (2ª edição (2008)
MASCOTE [ó]
sf 1 Pessoa, animal ou objeto que, segundo se crê, são portadores de boa sorte e felicidade: Ela traz sempre na bolsa uma pedra de jade como mascote. 2 Pessoa, animal ou coisa tomados como emblema ou símbolo de grupo, instituição, evento etc.: A figura estilizada do sol é mascote dos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro. 3 Moça ou rapaz geralmente com uniforme típico, que abre ou acompanha um desfile, um jogo etc.: a mascote do time; a mascote do regimento.

DICIONÁRIO “MICHAELIS”
mas.co.te   sf   (fr mascotte)
1 pop Pessoa, animal ou coisa que, segundo se crê, dá sorte, ou traz felicidade; amuleto, talismã. 2 Bot Planta cucurbitácea (Guarania malacophylla).

Volp – 5ª Edição (2009)
mascote s.f.

Atenção!!!
Os dicionários supracitados e o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp 2009) da Academia Brasileira de Letras afirmam que a palavra MASCOTE é um substantivo feminino. Contudo, o Caldas Aulete afirma ser um substantivo de dois gêneros (leia abaixo). Apesar disso, essa classificação ainda não é comumente aceita, sendo considerado erro a utilização da palavra MASCOTE no masculino.

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
MASCOTE (mas.co.te)
s2g.
1 Pessoa, animal ou coisa a que se atribui o dom de trazer sorte: mascote oficial das olimpíadas. 2 Animal de estimação. 3 Bot. Planta (Guarania malacophyla) da fam. das cucurbitáceas, de flores avermelhadas. [F.: Do fr. mascotte. Hom./Par.: mascote (sm.), mascote (fl. de mascotar).]

 

 

 

 

318

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
FERRYBOAT (Ing./férribout/)
sm.
1 Espécie de embarcação na qual pessoas e automóveis atravessam canais marítimos, rios, lagos etc.

FERRY (Ing. /féri/)
1 Barco ou aeronave para transporte de passageiros e/ou carga. [F.: Red. de ferryboat.]

FERRY  (Ing. /féri/)
a.
1. Barco ou aeronave para transporte de passageiros e/ou carga. [F.: Red. de ferryboat.]

DICIONÁRIO “HOUAISS”
FERRYBOAT
Datação d1848
Acepções
■ substantivo masculino
barco concebido esp. para o transporte de veículos e respectivos passageiros entre as margens de um rio ou pequenos trechos marítimos
Obs.: tb. se diz apenas ferry

Etimologia ing. ferryboat (sXV) 'barco de transporte', comp. do ing. ferry 'transporte', do v. to ferry 'carregar, levar de um lugar a outro, esp. na água' e boat 'barco'
Gramática pl.: ferryboats (ing.)

FERRY
Acepções
■ substantivo masculino
red. de ferryboat
Gramática pl.: ferries (ing.)

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
Ferry [ÈfE¨ij] [Ingl.]
Substantivo masculino.
1. Barco, aeronave, etc., para transporte de passageiros, mercadorias, etc., com serviço regular: “No último ferry da noite entre Cacilhas e Lisboa os dois homens... falam em francês, muito perto um do outro” (João Maria Mendes, A Mulher do Terrorista, p. 107).

Volp 5ª Edição 2009
Palavras estrangeiras
ferryboat s.m. ing.

117

Existe diferença entre CHAMAR ATENÇÃO e CHAMAR A ATENÇÃO.

O Houaiss apresenta uma explicação sobre essa diferença. Segundo o dicionário, quando vem sem o artigo, significa “ser muito visível ou vistoso, dar na vista”.
Exemplo:
A roupa do cantor chamou atenção durante o show.

Com o artigo, o sentido é outro. Indica repreensão, advertência.
Exemplo:
O professor chamou a atenção do aluno.

Essa distinção quase não existe na língua oral e em situações mais informais de escrita.

Atenção!!!
Em contextos mais formais, que exigem adequação à norma culta, é melhor seguir a orientação registrada pelo “Houaiss”.

Acrescentando...
DICIONÁRIO DE DIFICULDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA – Domingos Paschoal Cegalla
[...]
4. Expressões: O professor os chamou à ordem. / O amigo o chamou à razão. / Ele chamou a si a responsabilidade pelo acidente. / Ela era linda, chamava a atenção de todos. / O jornal chamou a atenção do governo para a invasão de áreas indígenas. / Chamaram-lhe a atenção as longas barbas do visitante.
[...]

CORRIJA-SE! de A a Z - Luiz Antonio Sacconi
Chamar atenção de alguém (que significa?)
Significa pedir o cuidado dele para algum fato: Chamei a atenção do motorista para o carro que vinha na contramão (= chamei-lhe a atenção para o carro que vinha na contramão). A filha chamou a atenção da mãe para o comportamento do pai (= a filha chamou-lhe a atenção para o comportamento do pai).

Chamar alguém à atenção (que significa?)
Significa adverti-lo, admoestá-lo: Chamei-o à atenção na frente de todo o mundo. Chamaram o rapaz à atenção na frente da namorada, e ele não gostou. Ela errou, e eu a chamei à atenção. A filha chamar a mãe à atenção em público não é bom comportamento (= A filha chamá-la à atenção em público não é bom comportamento).

 

98

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
força-tarefa [De força (ô) + tarefa.]
Substantivo feminino.
Mar. G. Grupamento operativo de unidades de diferentes tipos, estabelecido temporariamente, sob comando único, com o fim de realizar uma tarefa específica, cuja execução exige que o grupamento proceda com certa independência. [Pl.: forças-tarefas e forças-tarefa.]

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
FORÇA-TAREFA (for.ça-ta.re.fa)
sf.
1 Mar. Mil. Grupo de operação formado por diferentes unidades, sob comando único mas com certa autonomia, para cumprir missão específica e temporária.

sf.
2 P. ext. Grupo de especialistas de diferentes áreas, relativamente autônomo, criado temporariamente para realizar determinada tarefa. [Pl.: forças-tarefas e forças-tarefa.]

DICIONÁRIO “HOUAISS”
FORÇA-TAREFA
n substantivo feminino
Rubrica: termo de marinha, termo militar.
Grupamento de unidades de diferentes tipos, temporariamente sob comando único, para executar uma missão específica, que exige certa independência de cada unidade.

Volp 5ª Edição 2009
força-tarefa
s.f.; pl.: forças-tarefa e forças-tarefas

80

“... esses monstros, que tem cabelos...”.

O trecho apresenta um defeito de acentuação e de concordância. Os dois temas fundem-se num caso como esse, pois o verbo TER, no presente do indicativo, assume a forma TÊM (com acento) na terceira pessoa do plural.

Do ponto de vista da concordância, quando o sujeito de um verbo é um pronome relativo, o verbo concorda com o antecedente desse pronome. No caso, temos “... monstros, que tem...”. A concordância deve ser feita com MONSTROS, termo ao qual se refere o verbo TER. Faltou, portanto, o acento gráfico da forma TÊM, de plural.

É importante lembrar que a reforma ortográfica não alterou essa regra. Os verbos TER e VIR continuam recebendo o acento circunflexo na terceira pessoa do plural (ele TEM/ eles TÊM; ele VEM/ eles VÊM). O que mudou foi a regra das formas verbais que terminam em -EEM. Estas perdem o acento: CREEM, LEEM, DEEM e VEEM (do verbo VER, não do verbo VIR).

Corrigindo a frase:
“... esses monstros, que têm cabelos...”.

Reforçando...
tem,
têm
Formas do presente do indicativo do verbo TER. Tem é a terceira pessoa do singular: Ele tem razão. Têm é a terceira pessoa do plural: Eles têm razão

 

 

 

 

 

79

DICIONÁRIO “CALDAS AULETE”
AFORA (a.fo.ra)
adv.
1 Para o lado de fora: Precipitou-se porta afora e desapareceu 2 Ao longo de (no tempo ou no espaço); por toda a extensão de: Aquilo serviu-lhe de lição, pela vida afora: “Fomos por ali afora, ao acaso, certos de que iríamos parar em outra cidade”. (Cecília Meireles, Crônicas de viagem)

prep.
3 Com exceção de: Afora essa questão, concordamos em tudo 4 Além de: A menina, afora ser a primeira da turma, é campeã de natação [F.: a2 + fora.]

De fora a fora
1 Em toda a extensão de (lugar, algo): Estendeu uma cerca nos limites da propriedade, de fora a fora.

DICIONÁRIO “AURÉLIO”
Afora [De a3 + fora; lat. med. adforas.]
Advérbio.
1. Para o lado de fora; exteriormente; fora; em fora; além: “Ele não disse uma palavra e saiu de porta afora”. (Hermilo Borba Filho, À Margem das Lembranças, p. 60); “É isto o nosso mar, em que vês barra afora / Saindo e entrando a um tempo, às mil, em confusão, / Velas que vêm... velas que vão”. (Alberto de Oliveira, Poesias, 4a série, p. 76). 2. Por toda a extensão (tempo e espaço); ao longo; fora; em fora: “Desde os tempos do colégio, nosso grupo foi um grupo de pessoas decentes... Pela vida afora, continuamos a ser pessoas decentes”. (Herberto Sales, Armado Cavaleiro, o Audaz Motoqueiro, p. 144); Foi-se estrada afora, feliz da vida.

Preposição.
3. Além de outro(s); além de: “casou ele com a segunda mulher, por meio da qual se multiplicou em sete filhos, afora outras multiplicações bastardas” (Camilo Castelo Branco, Mosaico e Silva de Curiosidades, p. 35). 4. Com exclusão de; à exceção de; exceto, salvo, salvante, fora: “afora os estirões, poucos são os trechos do rio em que se pode remar desembaraçadamente”. (Gastão Cruls, A Amazônia que Eu Vi, p. 125).

De fora a fora
1. Em toda a extensão.

DICIONÁRIO “HOUAISS”
AFORA
advérbio
1 para o lado de fora, para o exterior, para fora
Ex.: saiu porta a.

2 continuamente, adiante, em frente (no tempo ou no espaço)
Exs.: permaneceu alegre pela vida a.
caminhou pela estrada a.

preposição
3 exceto, salvo, fora; com exclusão de
Ex.: a. dois amigos, todos o abandonaram

4 além de
Ex.: a. o conflito conjugal, ainda ficou desempregado

Volp 5ª Edição 2009
afora adv. prep.

Reforçando...
Afora, a fora
1 – Afora, numa palavra só, significa à exceção de, além de, para o lado de fora, ao longo (tempo e espaço): Saíram todos, afora (menos, à exceção de) o pai. / Teve sete filhos, afora (além de) alguns bastardos. / Saiu pela porta afora (para o lado de fora). / Andou pelo Brasil afora (ao longo, espaço). / Não estudou pelo ano afora (ao longo, tempo). 2 – A fora, separadamente, existe apenas em oposição a dentro: De dentro a fora.
(Fonte: "Manual de Redação e Estilo" - O Estado de S.Paulo)